Pesquisar
Close this search box.

Escolha certa do mobiliário para restaurantes e hoteis faz toda a diferença

Mobiliario4
Linha Tramontina de Mobiliários - Divulgação - RFS

 

COMIDA BOA + VARIDADE DE BEBIDAS + ÓTIMO ATENDIMENTO + BOM PREÇO = NEGÓCIO DE SUCESSO?

 

A resposta é: NÃO SÓ MAIS ISSO!

 

Sabe por quê?

 

Porque, hoje em dia, outros quesitos, como a boa experiência ofertada ao cliente de restaurantes, bares, hoteis, lanchonetes, cafés e afins e a sua consequente fidelização estão também diretamente relacionadas à escolha certa do mobiliário de um negócio food service.

 

Por isso, hoje, nós da Rede Food Service vamos te ensinar a como escolher o mobiliário do seu negócio de alimentação. Afinal, “o mobiliário é essencial para o sucesso de um negócio de food service, pois não apenas influencia a experiência do cliente e o funcionamento operacional, mas também desempenha um papel importante na criação de uma atmosfera agradável e na promoção da marca. Portanto, é importante investir tempo e recursos na seleção e design do mobiliário para garantir que ele atenda às necessidades e objetivos do negócio”, adiantam Flávia Lara da Silva e Thais Santos da Silva, profissionais formadas em Design de Interiores e Arquitetura e Urbanismo e idealizadoras da Fala! Arquitetura.

 

Rui José Baldasso, de 66 anos, Diretor Executivo da Fábrica Tramontina Delta em Pernambuco, e André Guerra, de 48, Diretor Comercial da Tramontina Belém, que também já é referência quando o assunto são móveis para negócios de alimentação fora do lar para além dos utensílios que também produz há anos, acrescentam que “o mobiliário de um negócio food service desempenha um papel essencial na ambientação e no design de um estabelecimento, pois é ele quem vai traduzir a identidade visual do empreendimento. E, no momento da escolha desses itens, é importante considerar características como conforto, design e praticidade, visto que são pontos que estimulam os clientes a prolongarem a sua estadia, resultando em um aumento de vendas e na satisfação geral. Atualmente, muito do sucesso do empreendimento passa pelo mobiliário que atenda e esteja em sintonia com o propósito do negócio”, realçam.

 

Mobiliario3
Rui José Baldasso, Dir. Executivo da Fábrica Tramontina Delta – Divulgação

 

Andressa Sophie Facchina Ribeiro, de 27 anos, Gerente de Marketing e Exportação da Glasart, e Debora Carolina Gomes Franco, de 24, Analista de Marketing da mesma empresa, complementam que “o mobiliário de um negócio food service é um elemento essencial para o sucesso dos negócios gastronômicos, pois ele influencia na imagem e na experiência do cliente. Por mobiliário, entendemos não apenas as mesas, cadeiras e apoios, mas também os móveis para a apresentação de buffets. Esses móveis devem ser escolhidos de acordo com a identidade, o tipo de comida e a experiência que se quer oferecer ao cliente. Nos restaurantes à la carte, por exemplo, a decoração e o serviço são os principais fatores que definem a experiência do cliente, juntamente com a qualidade da comida. Nesses casos, o mobiliário deve estar em harmonia com o ambiente criado pelos arquitetos especializados. Nos restaurantes de buffet, o mobiliário do serviço ganha um papel de destaque, pois ele é responsável pela apresentação dos alimentos e pela sensação do cliente ao servir. Nesses casos, o mobiliário deve ser de boa qualidade, design e praticidade para valorizar os produtos expostos e facilitar o uso. Em suma, o mobiliário é um aspecto cada vez mais importante para os negócios gastronômicos, pois ele afeta a percepção e a satisfação do cliente. E um mobiliário bem escolhido pode enriquecer o ambiente, gerar expectativas, deixar uma marca e contribuir para o objetivo do estabelecimento”, garantem.

 

 QUER APRENDER A COMO ESCOLHER O MOBILIÁRIO  DO SEU NEGÓCIO FOOD SERVICE?

Então, é só conferir na sequência:

 

  • PRIORIDADE DE ATENÇÃO AO ESCOLHER O MOBILIÁRIO DO SEU NEGÓCIO FOOD SERVICE
  • DICAS PARA ESCOLHER O MOBILIÁRIO DO SEU NEGÓCIO FOOD SERVICE
  • TENDÊNCIAS DE 2024 PARA O MOBILIÁRIO DE UM NEGÓCIO FOOD SERVICE

 

PRIORIDADE DE ATENÇÃO AO ESCOLHER O MOBILIÁRIO DO SEU NEGÓCIO FOOD SERVICE

 

Antes de aprender a como escolher o mobiliário do seu negócio food service, é de suma importância que saiba também no que deve prestar mais atenção nesse momento. Sendo assim, Valéria Santos Fialho, Docente do curso de Arquitetura e Urbanismo do Centro Universitário Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac), orienta que “os espaços destinados à oferta de serviços de alimentação devem seguir uma série de normas. Os espaços para recepção, armazenagem, higienização, preparo e limpeza precisam ser bem planejados para não apenas atender às normas, mas também para uma melhor performance das pessoas envolvidas nas atividades de serviço. Além desses espaços de trabalho, e com acesso controlado, os espaços com fluxo de público, além de atender às normas – lotação, acessibilidade, sanitários, etc -, precisam ser também confortáveis e atraentes. Além da necessidade da responsabilidade técnica, o arquiteto é o profissional indicado para projetar esses espaços, gerindo e mediando as demandas que se apresentam. E o empresário food service deve sempre acompanhar o profissional responsável pelo projeto e, juntos, buscarem fornecedores confiáveis, verificarem o atendimento às normas e buscarem objetos/equipamentos que possam ser adaptados às possíveis novas demandas dos espaços”, explica.

 

Fispal Food Service: o que é, como funciona e atualizações!

 

Baldasso e Guerra, da Tramontina, pontuam que, “em primeiro lugar, o mobiliário precisa atender o propósito do estabelecimento. Dessa forma, quesitos como resistência, conforto e garantias do fabricante são pontos fundamentais nesse que será um dos maiores investimentos. Por isso, optar por um mobiliário resistente não apenas representa uma economia a longo prazo ao evitar substituições frequentes, mas também promove a manutenção de padrões higiênicos ao escolher materiais de fácil limpeza. Além disso, o mobiliário precisa estar em conformidade com as normas de segurança do Inmetro para assegurar a proteção tanto dos clientes, quanto dos funcionários. Por isso, a escolha de um bom fornecedor que garanta tudo isso é fundamental”, realçam.

 

Mobiliario6
Linha Tramontina de Mobiliários – Divulgação – RFS

 

Ribeiro e Franco, da Glasart, que, desde 2007, cria diversas soluções para o mercado de food service, incluindo mobiliário, partilham que “especificamente sobre buffets para o café da manhã, almoço, jantar ou no conjunto das três refeições tradicionais, a aparência do mobiliário é fundamental. Com um mobiliário adequado, você já venceu uma etapa na experiência final dos clientes!  E, ao escolher o mobiliário do negócio, o empresário deve pensar não apenas nos atributos que irão chamar a atenção dos seus clientes, mas também na praticidade de uso pelo cliente e pelo serviço de reposição. Deve combinar com o ambiente ou ser a peça central dele, dependendo do caso. Deve agradar pela simplicidade, limpeza, qualidade, praticidade e, com elegância, colocar o foco nos produtos oferecidos.  Os utensílios também fazem parte do mobiliário e devem ser adequados ao tipo de serviço oferecido. Utensílios que combinam elegância e praticidade, que ajudam a manter a qualidade dos alimentos apresentados, sejam quentes ou frios, são os mais adequados à decoração e operação”, assinalam.

 

Mobiliario2
Linha Tramontina de Mobiliários – Divulgação – RFS

 

Flávia e Thais, da Fala! Arquitetura, assinalam que “ao planejar o mobiliário para um negócio de food service, o empresário deve ficar atento a vários aspectos importantes para garantir que atenda às necessidades do estabelecimento e dos clientes. E, para nós do escritório Fala! Arquitetura, acreditamos que é indispensável pensar em funcionalidade, conforto, durabilidade, estética, flexibilidade, orçamentos, normas e regulamentos. Funcionalidade porque o mobiliário precisa ser funcional e que atenda às necessidades específicas do negócio. O layout do espaço, o fluxo de tráfego e as atividades operacionais ao escolher mesas, cadeiras, bancadas e outras peças de mobiliário. Conforto, pois priorizamos o conforto dos clientes ao selecionar cadeiras, bancos e assentos. Escolhemos materiais e designs que ofereçam suporte adequado e sejam confortáveis para longos períodos de uso. Durabilidade e facilidade de limpeza devido ao fato de sempre optarmos por móveis duráveis ​​e fáceis de limpar, especialmente em um ambiente onde a higiene é fundamental. Escolhemos de forma prática os materiais resistentes a manchas, arranhões e danos causados ​​pelo uso frequente e pela limpeza regular. hoje, inclusive, trabalhamos com diversos fornecedores que conseguem fornecer esse tipo de material. Estética no sentido de que o mobiliário deve complementar o design geral do espaço e contribuir para a atmosfera desejada. Escolhemos peças que reflitam a identidade visual e a marca do negócio, criando uma experiência coesa e memorável para os clientes, onde o mobiliário e a marca se criam uma conexão, onde você for, lembrará pelas cores e mobiliários, o reconhecimento será instantâneo sobre a marca. Flexibilidade pensando em acomodar diferentes configurações e necessidades ao longo do tempo, móveis que sejam atemporais. Móveis modulares ou ajustáveis ​​podem ser adaptados para diferentes eventos, tamanho de grupos e layouts sazonais, como eventos internos da equipe. Orçamento e planejamento financeiro também são pontos de atenção, sendo um diferencial do nosso escritório, pois sempre procuramos opções que ofereçam o melhor custo-benefício. Consideramos não apenas o custo inicial de compra, mas também os custos de manutenção e substituição ao longo do tempo. E normas e regulamentos porque o mobiliário precisa atender a todas as normas e regulamentos locais e de segurança aplicáveis, especialmente, no que diz respeito à resistência ao fogo, ergonomia e acessibilidade, isto com certeza é um diferencial da nossa equipe”, detalham.

 

DICAS PARA ESCOLHER O MOBILIÁRIO DO SEU NEGÓCIO FOOD SERVICE

 

Entendidas quais são as prioridades de atenção? Logo, que tal dicas para escolher o mobiliário do seu negócio food service?

 

Com essa missão, Baldasso e Guerra, da Tramontina, reafirmam que “a escolha certa do mobiliário é vital para o sucesso de estabelecimentos de alimentação fora do lar, impactando a estética, conforto dos clientes, eficiência operacional e conformidade com padrões de segurança e higiene. Por isso, é importante considerar o estilo de serviço ao escolher mesas e cadeiras, adaptando-se às necessidades específicas, como facilitar o acesso em buffets ou proporcionar uma atmosfera mais intimista em restaurantes à la carte. Assim, opte por mobiliário versátil para acomodar diferentes grupos e escolha materiais de fácil manutenção para garantir a higiene e a eficiência operacional. Não se baseie somente no preço, mas sim na solução mais eficiente para o seu negócio. Alinhe o mobiliário com a identidade visual do negócio, incorporando cores e estilos representativos e que contribuam para criar uma experiência coesa e atraente”, indicam.

 

Mobiliario7
André Guerra, Dir. Comercial da Tramontina – Divulgação – RFS

 

Ribeiro e Franco, da Glasart, recomendam que “escolher o mobiliário adequado para um negócio de alimentação fora do lar é uma tarefa que envolve diversos fatores, como o conforto, a funcionalidade, a estética e a segurança. Os móveis devem estar de acordo com o conceito e o público-alvo do estabelecimento, além de atender às normas sanitárias e de acessibilidade. Mantendo no universo dos buffets, existem, hoje, vários tipos de balcões no mercado, com tampos em madeira, granito, porcelanato e outros materiais exclusivos. Balcões e mesas especialmente desenhados para apresentação de alimentos com qualidade e dentro das especificações sanitárias, incluindo protetores salivares e acomodando-os no estilo do mobiliário. Dependendo do local escolhido, os serviços podem ser centrais, tipo ilha ou laterais, encostados em alguma parede. Existem produtos específicos para ambos os casos. Deve-se definir o uso da cobertura dos tampos e escolher, preferencialmente, equipamentos flexíveis que possam ser embutidos ou colocados sobre os tampos. É importante também a definição sobre a mobilidade do conjunto. Escolher balcões ou mesas com rodízios, com travamento, ajuda na limpeza e flexibiliza as mudanças de layout por meio de fácil reposicionamento no ambiente. É importante também harmonizar com a iluminação, as cores e os elementos decorativos do ambiente, criando uma atmosfera agradável e convidativa para os clientes”, ensinam.

 

Flávia e Thais, da Fala! Arquitetura, reforçam que “o mobiliário desempenha um papel crucial no sucesso de um negócio de food service por diversas razões, como conforto e experiência do cliente, pois o mobiliário adequado pode criar um ambiente confortável e acolhedor para os clientes, incentivando-os a permanecer no estabelecimento por mais tempo e aumentando a satisfação geral. Cadeiras e mesas confortáveis podem fazer com que os clientes se sintam bem-vindos e valorizados. Outra razão é layout e fluxo de tráfego, uma vez que o mobiliário bem projetado pode influenciar o layout do espaço e o fluxo de tráfego, tornando mais fácil para os clientes se locomoverem pelo estabelecimento e acessarem a área de pedidos ou buffet. Um layout eficiente pode melhorar a experiência do cliente, reduzindo o tempo de espera e evitando congestionamentos. Assim como, o mobiliário também desempenha um papel importante na eficiência operacional do negócio. Mesas e bancadas bem projetadas podem facilitar o trabalho da equipe de serviço e garantir que os alimentos sejam entregues aos clientes de forma rápida e eficiente. Além disso, o mobiliário adequado pode facilitar a limpeza e manutenção do espaço e contribui significativamente para a estética geral do espaço, ajudando também a reforçar a identidade visual e a marca do negócio. Móveis bem escolhidos e decorados podem criar uma atmosfera única e memorável que diferencia o estabelecimento da concorrência e atrai clientes”, orientam.

 

Já Fialho, do Senac, indica que “o mobiliário deve ser eficiente e confortável e atender às normas de desempenho e segurança. Além disso, são elementos fundamentais para a ambientação do espaço e precisam ser pensados em harmonia com outros elementos da ambientação (cores, materiais, texturas, iluminação, conforto ambiental)”, elenca.

 

TENDÊNCIAS DE 2024 PARA O MOBILIÁRIO DE UM NEGÓCIO FOOD SERVICE

 

Por fim, a pedido da nossa reportagem, Baldasso e Guerra, da Tramontina, e Ribeiro e Franco, da Glasart, apontam quais são as tendências deste ano de 2024 para o mobiliário de um negócio food service.

 

Nesse sentido, Baldasso e Guerra, da Tramontina, revelam que “neste ano, a cor Laranja Caqui, presente nos móveis da Casa Delta, por exemplo, destaca-se como uma tendência vibrante, conferindo energia a ambientes corporativos. Durante o Verão, a preferência por ambientes leves pode até influenciar a reformulação de cardápios para refletir uma atmosfera convidativa. A versatilidade do mobiliário modular permite adaptações para diferentes grupos e eventos, enquanto a busca por ambientes sustentáveis cresce, com os consumidores valorizando práticas eco-friendly. A escolha de mobiliário feito de materiais reciclados ou sustentáveis torna-se popular. No foco do conforto e aconchego, móveis que criam uma atmosfera acolhedora são fundamentais, com designs que incentivam a permanência, contribuindo para uma experiência mais agradável e duradoura. Quando falamos em móveis de madeira, observamos uma valorização do meio ambiente muito forte por meio da busca por produtos com cores e texturas mais próximas à natureza. Essas tendências refletem não apenas estilos de decoração, mas também a crescente importância da sustentabilidade e do conforto na concepção de espaços comerciais”, partilham.

 

Mobiliario5
Linha Glasart para Restaurantes – Divulgação

 

Ribeiro e Franco, da Glasart, informam que “acreditamos que a tendência para este ano de 2024 está relacionada com o design, qualidade e a praticidade no uso dos mobiliários. Essa tendência será reforçada, pois isso implica na melhoria de atendimento e no aumento das chances de maior lucratividade. O mobiliário sozinho não fará milagre!  Ele deve chamar a atenção de seu cliente para os seus cuidados com a apresentação, qualidade, limpeza e praticidade, o que, complementado com os outros 70% referentes aos seus produtos e serviços, deverão, finalmente, fidelizar e garantir o seu retorno. Podemos, empiricamente, atestar que em renovações totais de buffet houve um aumento de até 25% na frequência de clientes em restaurantes self service.  Ou seja, iniciando um serviço de buffet novo ou renovando o seu atual mobiliário e equipamentos, pense que colocando qualidade e beleza você dá um passo importante para o sucesso. Por isso, investir em mobiliários adequados é uma estratégia essencial para se destacar no mercado de alimentos em 2024”, endossam.

 

Na Rede Food Service é assim! Sempre te damos dicas exclusivas sobre como aprimorar a Hospitalidade do seu negócio de alimentação fora do lar.

 

Hospitalidade no food service 2024. Saiba quais são as tendências e dicas de operação para este ano.

 

 

 

tabata 18883500028c
+ posts

Compartilhar:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Fique Atualizado!

Assine nossa newsletter

Veja também...