Pesquisar
Close this search box.

Pesquisa da Cargill na categoria de panificação revela prioridade do consumidor: desejo e recompensa superam saúde e dieta

Paes
Paes

 

Passar pelos corredores da padaria, admirar uma vitrine repleta de doces e saborear uma fatia de bolo, um cupcake ou mesmo um delicioso croissant, repleto de sabor e textura. E tudo isso sem grande sentimento de culpa. Esse foi o principal indicador apontado em pesquisa recente divulgada pela Cargill sobre os motivadores, principais necessidades, prioridades e barreiras de compras no segmento de panificação, que inclui bolos, biscoitos, muffins, brioches e waffles, entre outros.

 

O estudo Sweet Delight, que ouviu mais de 3.600 consumidores nos Estados Unidos, na Alemanha e no Brasil — sendo 1.200 participantes brasileiros –, foi conduzido para entender melhor as demandas e expectativas não atendidas dos consumidores e, consequentemente, identificar as oportunidades na categoria de panificação.

 

Um dos principais pontos identificados no resultado global foi o peso de fatores como desejo, recompensa e celebração: muitas vezes superam barreiras como preocupação com saúde e dieta. Entre os motivos que incentivam a compra, foram listados satisfazer um desejo, saciar a fome, obter recompensa pessoal, ter facilmente o alimento em mãos, comprar para os filhos, para reviver a infância, como presente, para comemorar uma ocasião especial e comprar de maneira ocasional. Já entre as barreiras que impedem a aquisição de um produto foram mencionados não ser saudável, ser caro, ter porções grandes, não ter variedade suficiente, não se encaixar em uma dieta especial, ser malfeito, não saciar a fome e ter gosto ruim.

 

De maneira geral, as demandas representam um papel importante no ponto de venda, mas ainda são superadas por fatores como ingredientes e valor nutricional. Para 61% dos pesquisados, a lista de ingredientes é o que mais influencia a decisão de compra, seguida por valor nutricional (60%) e apelo do produto na embalagem (44%).

 

Além de confirmar que os consumidores buscam o melhor dos dois mundos — indulgência e saudabilidade — e estão dispostos a pagar mais por produtos que ofereçam ambos os atributos, o estudo mostra que 54% dos entrevistados disseram escolher esses produtos para satisfazer desejos, enquanto 44% admitiram comprar os alimentos como recompensa.

 

Destaques no Brasil

 

Ao serem questionados sobre quais benefícios seriam mais relevantes, os consumidores brasileiros destacaram “satisfação livre de culpa”, “satisfação premium”, “fresco” e “natural” como as qualidades mais buscadas. Os brasileiros são os que mais afirmaram planejar as compras desse segmento (64%) e os que mais realizam compras on-line (15%). O Brasil também aparece como o país que mais prioriza produtos e ingredientes para saúde do coração e do intestino e, junto com a Alemanha, valoriza alimentos com baixo teor de açúcar.

 

“O consumidor brasileiro possui características específicas como, por exemplo, a demanda por produtos integrais; mas, de maneira geral, está alinhado às tendências globais, buscando alternativas mais saudáveis sem abrir mão de sabor e experiência. Essa pesquisa fornece dados valiosos para que a Cargill ofereça soluções diferenciadas a seus clientes, correlacionando sabor, textura e desejos dos consumidores a funcionalidade dos ingredientes, com produtos cada vez mais alinhados às demandas do mercado”, destaca Fernanda Toledo, gerente de Marketing & Insights da Cargill para a Rede Food Service.

 

A pesquisa também explorou aspectos como influência das listas de ingredientes, informações nutricionais e declarações contidas nas embalagens durante as compras desses produtos. Para 61% dos consumidores, os ingredientes influenciam decisivamente no momento da compra, seguidos pelas informações nutricionais (60%) e alegações específicas do produto (44%). Em paralelo, também foi identificado o interesse dos consumidores por produtos com perfis nutricionais mais saudáveis. Atributos relacionados à saúde aparecem na pesquisa como uma das maiores necessidades não atendidas dos consumidores, incluindo o desejo de produtos que ofereçam controle de porções, sabor e saúde equilibrados, aumento de energia fornecida sem quebras de açúcar e maior saciedade, especialmente nos segmentos de biscoitos, bolos e doces.

 

No levantamento, ainda foram identificadas as categorias mais promissoras para atender aos desejos não realizados. Ao analisar os motivadores de compra e a disposição dos consumidores de pagarem mais para terem suas expectativas atendidas, foi possível distinguir que as três principais oportunidades estão na oferta de alimentos recém assados/que acabaram de sair do forno, que ofereçam satisfação premium e considerados “melhor para você” — pelos quais um número significativo de consumidores disse que aceitaria pagar preços mais altos.

 

Confira AQUI na Editoria MÃO NA MASSA da Rede Food Service, outras informações sobre o mercado de Panificação e Confeitaria no Brasil.

 

Sobre a Cargill

A Cargill ajuda o sistema alimentar mundial a funcionar para você. Conectamos agricultores com mercados, clientes com ingredientes e famílias com o essencial do dia a dia — desde os alimentos que eles comem até o chão em que pisam. Nossos 155.000 integrantes da equipe em todo o mundo inovam com propósito, capacitando nossos parceiros e nossas comunidades, enquanto trabalhamos para nutrir o mundo de uma maneira segura, responsável e sustentável. Isso inclui nossos 11.000 colegas no Brasil, onde trabalhamos desde 1965 para tornar nossa visão global uma realidade local. Desde rações que reduzem as emissões de metano até combustíveis renováveis baseados em resíduos, as possibilidades são ilimitadas. Mas nossos valores permanecem os mesmos. Colocamos as pessoas em primeiro lugar. Chegamos mais longe. Fazemos a coisa certa. E é assim que a Cargill atende às necessidades variáveis das pessoas que chamamos de vizinhas e do planeta que chamamos de lar — hoje e para as próximas gerações.

 

 

rfs logo mini7
+ posts

Compartilhar:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Fique Atualizado!

Assine nossa newsletter

Veja também...