Pesquisar
Close this search box.

Tatiana Consoli, uma nutricionista apaixonada pelo poder dos alimentos na promoção da saúde

O amor pelos alimentos, pela natureza e pelos os animais fez a nutricionista tomar importantes decisões, que hoje têm reflexos na luta pela disseminação da alimentação isenta de produtos de origem animal no Brasil

NutriTatiana5
NutriTatiana5

 

A nutricionista Tatiana Consoli é um exemplo inspirador de como paixões pessoais e profissionais podem se unir para criar um impacto positivo no mundo. No caso dela, promovendo e difundindo o poder e os benefícios gerados por uma alimentação saudável, consciente e sustentável.

 

Continue lendo e saiba mais sobre a profissional que se dedica diariamente para seguir sendo uma voz influente no cenário da nutrição e do veganismo no food service brasileiro.

 

Quem é Tatiana?

 

Tatiana Consoli nasceu e cresceu no interior de Minas Gerais, mais especificamente no município de Itajubá. Ainda cedo, aos 14 anos, a então adolescente viu sua vida mudar ao se lançar em novas estradas. “Foi com essa idade que me aventurei pela primeira vez a morar sozinha. Passei três meses fora do país”, relembra.

 

Tatiana Consoli – Divulgação – RFS

 

Alguns anos depois, por conta da faculdade, Consoli se mudou para São Paulo e desde então fez do estado o seu novo lar. Hoje, ela é uma nutricionista formada pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), mestre em Ciências da Nutrição e coordenadora de Desenvolvimento de Projetos do Departamento de Nutrição da Sociedade Vegetariana Brasileira (SVB), uma organização sem fins lucrativos que promove a alimentação vegana como uma escolha ética, saudável, sustentável e socialmente justa.

 

O caminho para a nutrição e o veganismo

 

Embora Tatiana sempre tenha tido interesse pelos alimentos e pelo impacto deles no organismo humano, ela inicialmente encarava essa paixão como um simples hobby. Foi somente mais tarde, por um impulso, que ela decidiu seguir o caminho da nutrição, uma escolha que ela descreve como uma das melhores de sua vida. Consoli conta que paralelamente ao seu interesse pelos alimentos, ela sempre amou a natureza e os animais, o que a levou a tomar outra decisão significativa. “Foi por isso que fiz outra grande escolha de vida, que foi me tornar vegana”.

 

Tatiana Consoli – Divulgação – RFS

 

Daí ela não parou mais. Sua paixão pelo aprendizado a levou a explorar aspectos da nutrição que muitas vezes não eram ensinados na faculdade, o que enriqueceu o seu repertório e somou à bagagem. “Sempre gostei muito de estudar, então comecei a aprender o que a faculdade não me ensinava sobre esse tipo de alimentação, e foi assim que eu me apaixonei ainda mais pela nutrição e pelo veganismo. Com isso, o meu desejo de compartilhar o conhecimento que adquiri aumentou”, conta ela.

 

Hoje, Tatiana é uma professora e palestrante entusiasmada, que compartilha, com prazer, seus saberes sobre alimentação e veganismo.

 

Atuação no food service

 

A estreia da profissional no universo do food service ocorreu há dois anos, quando Tatiana ingressou no departamento de Nutrição e Medicina da Sociedade Vegetariana Brasileira (SVB). No trabalho, sua rotina é variada, mas, via de regra, envolve a realização de treinamentos para profissionais nutricionistas e cozinheiras de instituições públicas ou privadas que desejam implementar uma alimentação isenta de produtos de origem animal, pelo menos um dia da semana. “Antes dos treinamentos, eu me dedico à elaboração e adequação das preparações que serão oferecidas na instituição”, conta Consoli.

 

Visão de mercado

 

A nutricionista observa que as possibilidades de atuação no mercado da nutrição e do veganismo dentro do food service estão em constante crescimento. “Temos visto uma maior abertura tanto no âmbito governamental quanto na procura e desenvolvimento de alimentos alternativos aos produtos de origem animal”, diz ela para a Rede Food Service. Consoli prevê que esse mercado continuará a se expandir nos próximos anos. “É um mercado crescente e que será muito maior no futuro próximo, seja por conta da demanda, seja pelo desenvolvimento de novas tecnologias para a produção desses alimentos”, afirma.

 

Dica da nutri

 

Para aqueles profissionais que desejam se aventurar no mercado, Tatiana aconselha estar aberto e disposto a adquirir conhecimentos sobre os aspectos nutricionais e a segurança de seguir uma alimentação à base de plantas. “Dessa forma, será possível se inserir nesse crescente mercado de alternativas aos produtos de origem animal. Afinal, quem não souber orientar, elaborar ou conhecer os produtos aptos para tal alimentação, nos próximos anos, infelizmente não acompanhará o mercado”, dá o recado.

 

 

Compartilhar:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Fique Atualizado!

Assine nossa newsletter