Pesquisar
Close this search box.

Quero ajuda mais de 34 mil brasileiros afetados pela crise Covid-19 por meio da doação de alimentos

Ao todo, marca cedeu 55,6 toneladas de alimentos, que serão transformados em marmitas e cestas

Kraft Heinz também cedeu 11,6 toneladas de alimentos para a ONG Banco de Alimentos e 16,8 toneladas para a Geração Falcões

A Quero, marca brasileira de produtos alimentícios da KraftHeinz, anunciou que já conseguiu ajudar mais de 34 mil brasileiros afetados pela crise social e econômica gerada pela atual pandemia de Covid-19.

 

Por meio de nota, a assessoria de imprensa da marca comunicou a doação de 55,6 toneladas de alimentos, que serão transformados em marmitas e cestas pela Associação Mulheres de Paraisópolis. “Com a ajuda do coletivo Bistrô Mães de Maria, a Associação Mulheres de Paraisópolis produz dez mil marmitas diariamente na comunidade, além de distribuir cestas básicas para pessoas em situação de vulnerabilidade social e garantir renda mensal para as mulheres que fazem parte do projeto. Com a doação de Quero, que incluiu milho, ervilha, feijão, legumes, molho de tomate e goiabada, entre outros, serão viabilizadas 300 mil marmitas em um mês e cestas de alimentos para 6 mil famílias”, informou.

 

Segundo Raquel Lo-Buono, Gerente de Brand Building da Kraft Heinz Company Brasil, “um dos objetivos de Quero é dar apoio para que as mulheres entendam a força que elas têm. A doação para a Associação de Mulheres de Paraisópolis é uma forma de deixar esse objetivo ainda mais claro ao valorizar e apoiar o trabalho incrível que essas mulheres têm feito durante esse período desafiador que estamos vivendo com o nosso principal recurso, o alimento. Queremos fazer parte dessa força que garante alimento, renda e auto-estima para tantas mulheres”, reforça.

 

Mais doações

 

Além da doação de 55,6 toneladas por meio da Quero, a Kraft Heinz também cedeu 11,6 toneladas de alimentos para a ONG Banco de Alimentos e 16,8 toneladas para a Geração Falcões, ambas em São Paulo, capital, além de ter dado 18,9 toneladas para a unidade de Goiás da CUFA – Central Única das Favelas.

 

Já globalmente, a companhia ainda se comprometeu a doar 12 milhões de dólares para garantir que as pessoas ao redor do mundo possam ter alimentos em suas mesas durante a quarentena.

 

Na Rede Food Service é assim! Toda boa ação é compartilhada para que sirva de exemplo!

+ posts

Compartilhar:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Fique Atualizado!

Assine nossa newsletter

Veja também...

Mane4

Mané: a rede de franquias de botecos que faturou R$ 67 milhões ano passado e deve abrir mais 15 unidades agora em 2024

Com atuais mais de 20 unidades em funcionamento, a marca foi criada em 2019 a partir do desejo de três amigos botequeiros que sentiam a necessidade de uma opção de boteco diferenciado no Rio de Janeiro, capital

  Proporcionar aos clientes experiências gastronômicas únicas sem perder a cultura raiz de um bom boteco. Esse é o propósito da Mané, uma rede de

Leia mais »