in

Uso do café na coquetelaria é caminho para profissionais se destacarem

Embaixadora do BCB São Paulo e fundadora do podcast COFFEA explicam os benefícios do investimento no ingrediente e a importância do estudo para a produção dos drinks

(Foto: Divulgação)

 

É fato que o café, além de um hábito cultural, também é uma paixão nacional e o uso do produto na coquetelaria tem possibilidade de expansão considerando a constante busca dos consumidores por novidades e a onda de crescimento dos cafés especiais. O momento é propício para bartenders estudarem a complexidade do café e as possibilidades de desenvolvimento de drinks inovadores, por isso o BCB SP procurou especialistas do setor para entender melhor as oportunidades com este ingrediente.

 

De acordo com pesquisa realizada pelo banco holandês, Rabobank, divulgada no início deste ano, a receita levantada por meio da venda de cafés tradicionais e especiais deve crescer no país uma média de 34,20% entre 2019 e 2024, o que equivale a US$ 3,4 bilhões. Para a Embaixadora do BCB São Paulo, Carolina Oda, o desenvolvimento do mercado do café no Brasil deve ser observado por profissionais do setor de bebidas como uma vertente para negócios.

 

Carolina Oda, embaixadora do BCB SP (Foto: Divulgação)

 

“A gente nunca teve tantas cafeterias, marcas e até mesmo baristas, e isso é muito positivo. O café é uma bebida que gera muitas possibilidades, você pode brincar com o método de extração, fermentação, com a torra, ou seja, há um mundo de sabores que podem ser explorados. Quando os bartenders se envolverem mais com o café, poderão oferecer para o público resultados incríveis com algo que já é tão nosso”, diz a Embaixadora do BCB São Paulo para a Rede Food Service.

 

Assim como Carolina Oda, Kelly Stein, fundadora do COFFEA, o primeiro podcast sobre café do Brasil, e Sócia-proprietária da empresa COFFEA Trips, focada em turismo de experiência do grão, compartilha da mesma opinião. Segundo a jornalista, que escreve sobre café há mais de 10 anos para veículos nacionais e internacionais, os bartenders que se envolverem com o universo do café tem o desafio de estudo do ingrediente, mas, aprendendo como utilizá-lo da melhor maneira, têm grandes chances de crescimento profissional.

 

Kelly Stein, fundadora do COFFEA (Foto: Divulgação)

 

“Acredito que os bartenders que usarem o café como parte da assinatura, vão se destacar rapidamente e serão abraçados pelo mercado de cafés especiais, que está em alta. É provado que o café é muito mais complexo quimicamente do que um vinho, por exemplo, então por que não se dedicar a compreender este universo para criar drinks únicos? É uma oportunidade de negócios porque as pessoas estão sempre sedentas por novidades e é assertivo apostar em um ingrediente que mexe com o emocional coletivo do brasileiro”, afirma Kelly.

 

Apesar de drinks com café ainda não serem amplamente oferecidos por bares, de acordo com Carolina Oda, já existem bebidas que usam o ingrediente e que possuem um espaço no mercado brasileiro. “O Espresso Martini, é um drink que leva café e foi um dos mais consumidos recentemente. No setor da coquetelaria, é comum que surjam tendências quando as marcas impulsionam, como foi o caso da bebida chamada Carajillo, que mistura café com o Licor 43. Essa bebida bomba em vários lugares”, explica.

 

Os cuidados para preparar drinks com café são vários, devendo ser levadas em consideração questões como o método de extração e a moagem, sendo que cada detalhe impacta no resultado final. Segundo Kelly Stein, os desafios sensoriais do ingrediente exigem cuidado e uma troca maior de informação entre profissionais do café e os de bares.

 

“Infelizmente, ainda falta uma comunicação entre estes dois universos. O café em bebidas exige estudos, experimentos, técnicas e uma relação mais intensa entre estes profissionais traria ideias inéditas. Os drinks com café só vão conquistar os brasileiros quando forem apresentados para eles. Com dedicação dos profissionais, essa tendência pode se firmar e se fortalecer”, finaliza Kelly.

 

Sobre o BCB São Paulo

É a principal feira de destilados premium para profissionais que trabalham com bebidas em bares, restaurantes, hotéis e eventos no Brasil e na América do Sul. A primeira edição, realizada em 2019, foi muito bem recebida pelo setor pela mescla de negócios, networking e conteúdo qualificado, reunindo grandes referências nacionais e internacionais. O BCB São Paulo traz para o país o conceito de sucesso na Alemanha, onde acontece desde 2007, e nos Estados Unidos, desde 2018. O próximo BCB São Paulo acontece em 2021. Saiba mais em www.barconventsaopaulo.com.br

 

Sobre a Reed Exhibitions

Principal organizadora de eventos do mundo, com mais de 500 eventos em mais de 30 países. Em 2016 a Reed reuniu mais de sete milhões de participantes em eventos de todo o mundo, gerando bilhões de dólares em negócios. Hoje os eventos da Reed são realizados em toda a América, Europa, Oriente Médio, Ásia-Pacífico e África, organizados por equipes em 38 escritórios. A Reed Exhibitions atende a 43 setores da indústria com eventos comerciais e de consumo. Faz parte do RELX Group plc, líder mundial no fornecimento de informações e análises para clientes em todas as indústrias. www.reedexpo.com

Escrito por #molongui-disabled-link

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carregando…

0

Comentários

0 comentários

Meliá Hotels International completa retomada com 100% dos hotéis operando no Brasil em setembro

Sergio Molinari e sua lição de que não existe gestão eficiente sem entendimento do mercado