in

Descubra o significado de diferentes siglas do universo cervejeiro

O mestre cervejeiro da Ashby, Alexandre Vaz, explica o que quer dizer algumas letras que podem ser encontradas com frequência em latas e garrafas

(Foto: Getty Images)

 

Quem nunca se deparou com siglas em embalagens de produtos e ficou se perguntando o que elas poderiam significar?

 

Além de trazer informações importantes, as siglas podem significar variações nos sabores dos alimentos e das bebidas. No caso das cervejas, existem diversas siglas utilizadas em suas embalagens e que acabam gerando dúvidas em seus consumidores.

 

O mestre cervejeiro da Ashby, Alexandre Vaz, traduziu para a Rede Food Service, o significado de algumas das mais frequentes siglas encontradas nas latas e garrafas de cerveja:

 

IBU

Significa International Bitterness Unit, ou seja, a unidade internacional de amargor adotada pelo mercado cervejeiro. Quanto maior IBU, mais a cerveja é amarga ou mais lupulada, já que o principal responsável pelo amargor de uma cerveja é o lúpulo, que além de contrabalancear o extremo dulçor do malte, é um conservante natural.

 

SRM

Existe uma variedade enorme de tipos de malte que se diferenciam apenas no grau de torra e são os maiores responsáveis por determinar a cor da cerveja. SRM ( Standard Reference Method) é uma escala utilizada para identificar a cor da cerveja. Ela também revela o malte utilizado e o seu grau de torrefação, que interfere na cor e no sabor do produto e está diretamente ligado à definição do estilo da cerveja.

 

ABV

Toda bebida precisa incluir essa informação no seu rótulo e é de extrema importância que se verifique, principalmente para quem sempre busca opções de bebidas com um percentual baixo de álcool. Sim, ABV significa “Alcohol by Volume” (álcool por volume), foi adotada internacionalmente para mostrar o percentual em volume da quantidade de álcool em uma bebida.

 

OG

O termo OG significa “Original Gravity” (Densidade Inicial), e ela define qual é a quantidade de açúcares iniciais que a cerveja vai ter. Ela também é a prova de que a brassagem foi feita da forma correta e fez toda a conversão do amido em açúcares. Sua medida é feita depois do resfriamento da cerveja, antes da levedura.

 

FG

Para saber se a fermentação foi finalizada é preciso avaliar a Densidade Final (Final Gravity). Ela mostra a quantidade de açúcares iniciais que foram convertidos em álcool através do processo de fermentação. Esse processo é feito antes da maturação da cerveja, no final da fermentação.

 

AA%

Essa abreviatura significa Alfa Ácidos e indica o poder de amargor do próprio lúpulo. Esse índice pode variar de 2,5 a 18AA%, ou seja, quanto maior o número, mais amargo o lúpulo.

 

 

Sobre a Ashby

Foi no ano de 1993 que Scott Ashby, americano que chegou ao Brasil em 1992, decidiu montar, na cidade Amparo, SP, a primeira Micro Cervejaria do Brasil, a fim de trazer ao país o conceito de cervejas especiais dos EUA. Scott, Doutor em Física, apaixonado por cervejas, ingressou no curso de Mestre Cervejeiro na Universidade da Califórnia no ano de 1990 e, logo em seguida, começou a trabalhar na cervejaria americana Wasatch, onde permaneceu por dois anos. Antes disso, Scott já era homebrewer e produzia cervejas para seus amigos, que rapidamente consumiam toda a produção caseira.

 

A Ashby escolheu a cidade de Amparo-SP para suas instalações. As águas de Amparo, além de conservar a pureza que brota da terra, têm um equilíbrio excelente entre sais e minerais tornando-a perfeita para a fabricação de chopes e cervejas.

 

A Ashby foi uma das empresas responsáveis pelo movimento de acessibilidade ao conceito de cervejas diferenciadas no mercado nacional.

Escrito por #molongui-disabled-link

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carregando…

0

Comentários

0 comentários

Alimentos & Bebidas & Gente

Häagen-Dazs participa do Dinner in the Sky 2020