Pesquisar
Close this search box.

Salton realizou segunda edição do evento Ciclos & Vinhas: Semeando a Sustentabilidade

Programação reuniu mais de 20 marcas expositoras em mostra técnica e palestras voltadas à agricultura e boas práticas no campo

Salton
Salton

 

A segunda edição do evento Ciclos & Vinhas: Semeando a Sustentabilidade aconteceu na sede da Salton, em Bento Gonçalves, e apresentou aos produtores parceiros da empresa, profissionais e estudantes as principais inovações envolvendo o universo da vitivinicultura. A programação reuniu as novidades expostas por mais de 20 fornecedores em uma Mostra Técnica, além de uma sequência de palestras, conduzidas por representantes da Vinícola e do setor, que abordaram temas relevantes para as boas práticas de cultivo da uva e também tendências do agronegócio.

 

A Salton sempre buscou iniciativas que tornam o cultivo da uva cada vez mais sustentável e, assim, tenta reduzir o impacto ambiental da atividade, com projetos que permeiam todos os elos de sua cadeia produtiva. E o Ciclos & Vinhas é uma das iniciativas que oportunizam a capacitação da sua rede, também aproximando a vinícola da comunidade.

 

“O objetivo desse encontro é fazer uma integração com entidades da região, além dos agricultores, para atualizá-los das novidades do setor a fim de torná-los mais competitivos e, também, ajudá-los a encontrar caminhos para melhorar a qualidade dos vinhos e espumantes produzidos”, explicou Maurício Salton, diretor-presidente da Salton. Na palestra “Resultados e perspectivas da Vinícola Salton”, comandada pelo CEO, foram abordadas as situações e os desafios que os produtores enfrentam no dia a dia e que demandam certo tempo para serem incorporadas na cultura produtiva. Além disso, Maurício comentou sobre a transparência e a proximidade da Salton com os produtores para alavancar a produção regional. Já para o produtor rural, Ivanio Bortoncelo, que esteve no evento, é “preciso inovar e trabalhar cada vez mais com as técnicas avançadas para entregar um produto melhor e de alta qualidade”.

 

 

Perspectivas do agronegócio, gestão de custos de produção agrícola e contratação de mão de obra sazonal foram outros temas abordados pelos especialistas. Durante o evento, uma cartilha de boas práticas sociais no campo foi entregue à cerca de 300 produtores rurais presentes. A cartilha aborda temas relevantes que devem ser considerados nas relações de trabalho, como direitos humanos e direitos trabalhistas, além de reforçar a importância de fiscalizações e auditorias sobre estes itens.

 

Tecnologia e inovação marcam presença na Mostra Técnica

 

Mais de 20 marcas compartilharam e debateram novidades, tendências e atualizações para o setor vitivinícola na Mostra Técnica do Ciclos & Vinhas. Os produtores de uva conheceram de perto tecnologias que trazem mais agilidade, economia e, claro, sustentabilidade no manejo das videiras.

 

O diretor comercial da RL Tekno Soluções, Renato Pasin, apresentou o uso de drones para pulverização e destacou os principais benefícios do equipamento. “Temos uma economia significativa do uso de água já que, antes, o agricultor acabava usando em torno de 500 a 600 litros de água por hectare. Com o drone, o uso reduz para 30 a 40 litros por hectare”, explicou.

 

De acordo com o diretor, o produtor rural também economiza até 30 minutos de trabalho por hectare ao aderir a este tipo de equipamento, além de perceber a melhor conservação do solo. “O que vemos e nos deixa muito felizes é que o uso deste tipo de tecnologia acaba evitando o êxodo rural, já que os filhos retornam ao campo para ajudar os pais a trabalhar com estas novas tecnologias”, explica Pasin.

 

A inovação no agro foi apresentada também pela startup Jahde Tecnologia com o case Crops – Sistema de Monitoramento de Doenças. Desenvolvido em parceria com a Embrapa Uva e Vinho, trata-se de um sistema informatizado que utiliza inteligência artificial para auxiliar os produtores de uva no monitoramento e prevenção do míldio da videira, uma das doenças mais difíceis enfrentadas pela cultura da uva. “Com alertas diários personalizados, baseados em condições climáticas e características da propriedade, o Crops promove uma gestão mais sustentável, economia de recursos e menor exposição a agroquímicos, trazendo benefícios para a saúde dos trabalhadores, consumidores e meio ambiente”, reforçou a gerente administrativa Daniela Sikacz. A tecnologia já é usada por mais de 100 viticultores na Serra e Campanha Gaúchas, além do Paraná.

 

O evento Ciclos & Vinhas: Semeando a Sustentabilidade é realizado há 13 anos. Antes nomeada Dia de Campo Salton, a iniciativa se mantém, desde o ano passado, em outro formato, mas com o mesmo objetivo: capacitar a mão de obra local, com informações pertinentes relativas ao cultivo da uva em todas as suas etapas, com reforço às práticas ESG.

 

Confira AQUI na Rede Food Service: Pesquisadores da USP trabalham em uma cerveja artesanal probiótica.

 

Sobre a Salton

Prestes a completar 113 anos, a Salton é a mais antiga vinícola em atividade no Brasil, liderando as vendas de espumantes em todo o país (Wine Intelligence, 2022) desde 2005 (Nielsen). Seus rótulos são apreciados em mais de 30 países e acumulam mais de 300 premiações nacionais e internacionais, conquistadas nos últimos três anos.

É reconhecida ainda como a maior produtora de espumantes do país (Adega Ideal, 2022). Foi a primeira marca nacional a conquistar o Top 1 de vinhos no Brasil (Wine Intelligence, 2019), além de ser a marca de espumante brasileiro mais consumida e a 5º mais importada pelos Estados Unidos (Ideal Consulting, 2020).

Suas operações são divididas em quatro unidades de negócio: a Vinícola Salton, em Bento Gonçalves-RS; a Azienda Domenico, em Santana do Livramento-RS; a Enoteca Família Salton, em São Paulo-SP; e o Complexo Presidente, em Jarinu-SP.

 

 

 

rfs logo mini7
+ posts

Compartilhar:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Fique Atualizado!

Assine nossa newsletter

Veja também...