Pesquisar
Close this search box.

Robinho Silva e a sua vida de chef de proprietário de delivery de saladas e comidas saudáveis e consultor

ChefRobson1
ChefRobson1

 

“Zero glamour e muito trabalho”. É assim que Robson Silva, de 34 anos, o chef Robinho Silva, classifica o dia a dia de quem segue carreira no mercado food service, como é o seu caso.

 

Proprietário da Dojour, marca de delivery de saladas e comidas saudáveis, atualmente, o chef, que também atua como consultor gastronômico, possui um trabalho mais voltado para a área digital. No entanto, o seu negócio de alimentação fora do lar está em processo de expansão, inclusive, com a recém-inauguração da primeira unidade em São Paulo, capital, “onde estamos tentando uma operação presencial. A rotina de um chef como eu é, às vezes, bem louca (risos). Porém, é o que eu amo fazer. Eu não me vejo em outra área”, revela em entrevista exclusiva à Rede Food Service.

 

Quem é Robinho Silva?

 

Solteiro e sem filhos, Silva afirma que é “uma pessoa muito simples. Não tenho mega sonhos e eu só quero continuar fazendo o meu trabalho e tentando criar uma experiência legal para os meus clientes. Quero eles felizes. A cozinha é a minha paixão e, desde pequeno, sempre soube que iria trabalhar com isso. Eu nunca tive um plano B”, assegura.

 

O Chef Robinho Silva – Foto: Divulgação – Rede Food Service

 

Sobre o seu lado profissional, o chef alega que “sou a pessoa mais tranquila do mundo (risos). Sou superexigente com o trabalho, pois não gosto de trabalho malfeito. Eu tento sempre ser uma pessoa que se coloca no lugar do próximo e ouvir mais do meu time. Por isso, eu acho que sou um bom líder. Eu gosto mais da culinária limpa, comida mais leve, ingredientes frescos, sem excesso de gordura e, quando possível, sem glúten. Eu amo fazer releituras de pratos, criações. Sendo assim, hoje, eu me defino mais como um Creative Chef, que engloba bastante coisa. E eu adoro e me inspiro no trabalho da Renata Vanzetto, assim como a sua versatilidade, os seus restaurantes. Eu amo!”, detalha.

 

Formação e experiências profissionais

 

Silva é formado em Gastronomia tanto pela Universidade Estácio de Sá do Rio de Janeiro, quanto pela Escola Alain Ducasse de Paris, na França. Porém, o seu contato com o universo da alimentação começou bem antes, ainda quando era criança. “A minha família é grande e sempre nos reunimos em grandes comemorações, como almoço de domingo, datas comemorativas, etc. E, em todas essas datas, cozinhamos juntos. Eu sempre, desde pequeno, tive esse feeling na área de gastronomia e ficava no meio das minhas tias na cozinha querendo ajudar em algo. Assim, eu fui ficando maior e essa paixão também até eu decidi fazer a faculdade de Gastronomia. Eu fiz parte da primeira turma de Gastronomia da Universidade Estácio de Sá do Rio de Janeiro”, conta.

 

O Chef Robinho Silva – Foto: Divulgação – Rede Food Service

 

O chef acrescenta que, ainda na faculdade, fez questão de praticar, de fato, o que é ser um profissional da Gastronomia. “Eu entrei na faculdade de Gastronomia com 17 anos. Antigamente, arrumar um estágio não remunerado era algo super concorrido. Eu me lembro do meu primeiro estágio que aceitei, onde comecei lavando louças só para ter um primeiro contato com o fogão. E, depois, eu fiz vários estágios em restaurantes e passei um ano em Paris, na França, onde finalizei meu modelo em culinária francesa. Trabalhei também em três restaurantes diferentes nesse período. E, depois que voltei para o Brasil, abri um restaurante a kilo. Mas, na sequência, passei seis meses na Califórnia, nos Estados Unidos, onde curti mais essa culinária funcional, health, eat clean. Em seguida, eu abri a Dojour e, em paralelo, comecei a fazer muita consultoria de cardápio e criações para outras marcas”, resume.

 

Rotina de chef proprietário de delivery de saladas e comidas saudáveis e consultor

 

Em relação à sua rotina como chef proprietário de delivery de saladas e comidas saudáveis e consultor, Silva compartilha que “é bem louca, às vezes (risos) Não tem rotina na verdade. Afinal, todos os dias, tem um desafio novo, uma criação nova, uma demanda diferente. Porém, é o que eu amo fazer. Eu não me vejo em outra área. Hoje, o meu trabalho está muito no digital. Entretanto, em São Paulo, capital, atualmente, estamos tentando uma operação presencial. Porém, as consultorias de outras marcas continuam. Hoje em dia, por exemplo, estou full time no processo de expansão de um restaurante na capital paulista que já tem 39 anos no Rio de Janeiro e é chamado Gula Gula. Eu adoro quando outras marcas me procuram para assinar cardápio, ajuste de operações, criar conceitos. Essa é a parte que eu mais gosto”, explica.

 

O Chef Robinho Silva – Foto: Divulgação – Rede Food Service

 

Ainda sobre o seu trabalho com a sua marca de delivery de saladas e comidas saudáveis e a sua atuação como consultor, o chef complementa que “temos uma fábrica no Rio de Janeiro que tem uma área somente para food service. Além disso, constantemente, outras marcas me convidam para fazer consultoria, assinar cardápios e o que a gente não consegue produzir no local fazemos na nossa fábrica”, esclarece.

 

Visão do mercado food service como chef proprietário de delivery de saladas e comidas saudáveis e consultor

 

Para Silva, como chef proprietário de delivery de saladas e comidas saudáveis e consultor, o atual mercado food service possui outro conceito hoje em dia, já que, “antigamente, você comia apenas para se alimentar. Em contrapartida, atualmente, você consome as louças, o ambiente, o som, o local, etc. E isso tudo faz diferença na experiência”, afirma.

 

O Chef Robinho Silva – Foto: Divulgação – Rede Food Service

 

O chef expõe também que “hoje em dia, o consumidor está cada vez mais exigente, uma vez que ele tem mais conhecimento de tudo. Então, nós profissionais da área de alimentação fora do lar precisamos estudar mais e criar opções mais interessantes. Além disso, é engraçado que a pergunta que mais me fazem é de onde vem as criações. Bom, eu durmo pensando em comida, acordo pensando em receitas e, assim, vem surgindo as ideias. Todo mundo acha que a vida de chef é puro glamour ou status. Porém, é de muito trabalho e que nunca termina. Você sempre, sempre, sempre precisa estar em movimento”, assinala.

 

Dica de chef proprietário de delivery de saladas e comidas saudáveis e consultor

 

Por fim, Silva indica para quem almeja seguir uma carreira de chef proprietário de delivery de saladas e comidas saudáveis e consultor assim como ele que “não desista dos seus sonhos. Demora muito para as coisas acontecerem. Mas, quem tem resiliência um dia chega aonde quer”, assegura.

 

Gostou e conhecer a vida de chef de proprietário de delivery de saladas e comidas saudáveis e consultor de Silva, não é mesmo? Então, agora, te convidamos a CLICAR AQUI e desvendar a vida de chef digital e inclusiva de Cris Muratori. Pois, aqui na Rede Food Service é assim! Toda semana, te contamos como é, de fato, a vida do profissional de chef de cozinha em diferentes áreas. Por isso, continue nos acompanhando!

 

 

Compartilhar:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Fique Atualizado!

Assine nossa newsletter