Pesquisar
Close this search box.

Carol Lamaita: conheça a artista plástica e ceramista que produz louças sustentáveis para renomados restaurantes brasileiros

Por meio da oferta de cerâmicas duráveis, atóxicas e personalizadas, a profissional agrega valor à experiencia do cliente food service e reforça os valores do negócio de alimentação atendido por servir suas receitas em louças de produção artesanal e sustentável

CarolLamaita1
CarolLamaita1

 

Já é do seu conhecimento que 87% da população brasileira prefere comprar produtos e serviços de empresas sustentáveis? E que 70% alega não se importar em pagar um pouco mais por isso?

 

Pois é! Esses dados são fruto de um estudo realizado pela agência de pesquisa norte-americana Union + Webster e casam perfeitamente com o que nós da Rede Food Service levantamos com frequência sobre o fato de que sustentabilidade e alimentação fora do lar têm tudo a ver, sendo essa soma, inclusive, uma fonte inesgotável de benefícios tanto para o consumidor final, assim como para os empresários desse segmento.

 

Por isso, hoje, nós temos o prazer de te apresentar a Carol Lamaita, uma artista plástica e ceramista que produz louças sustentáveis para renomados restaurantes pelo Brasil a fora.

 

Por meio da oferta de cerâmicas duráveis, atóxicas e personalizadas, a profissional agrega valor à experiencia do cliente food service e reforça os valores do negócio de alimentação atendido por servir suas receitas em louças de produção artesanal e sustentável. “Nós fornecemos louças para diversos restaurantes e, em especial, para negócios food service que buscam peças que valorizem a produção artesanal, que se preocupam com a qualidade e procedência de seus alimentos, com a compra do pequeno produtor, com o comercio local e com a experiência proporcionada aos seus clientes. Nos envolvemos no projeto como um todo, desde a concepção das peças que atendam à necessidade dos chefs e transmitam os valores da marca, garantindo peças atóxicas, de alta durabilidade e que sejam compatíveis com a alta rotatividade exigida em louças para o uso gastronômico. A cerâmica tem o poder de transformar os ambientes, as experiências e até mesmo a vida de quem produz. Por isso, tem sido um grande prazer formar novos ceramistas e perceber um mercado cada vez mais comprometido e qualificado”, explica Carol Lamaita, de 44 anos, Artista Plástica e Ceramista, proprietária do Ateliê Carol Lamaita, em entrevista exclusiva à nossa reportagem.

 

O Ateliê Carol Lamaita

 

Fundado pela própria Lamaita, na Vila Leopoldina, em São Paulo, capital, o Ateliê Carol Lamaita “é um ateliê de cerâmica de alta temperatura que produz peças de cerâmica autorais, artesanais e sustentáveis. É um ateliê focado em produção de peças utilitárias e no ensino do empreendedorismo em cerâmica artesanal”, resume a Artista Plástica e Ceramista.

 

Carol Lamaita – Divulgação – Rede Food Service

 

Lamaita conta que “o meu primeiro ateliê surgiu em 2000, com aulas e venda de peças de diversas técnicas, além da cerâmica. Mas, com o tempo e a maturidade, eu entendi que a cerâmica se tornou autoral, que as escolhas de processos, matéria-prima e a identidade visual passaram a me representar. Assim, a partir de 2006, o ateliê recebeu o meu nome”, relata.

 

Sobre a sua equipe, a Artista Plástica e Ceramista compartilha que “trabalhando diretamente no ateliê, tanto na produção, quanto com a educação online, somos uma equipe de oito pessoas. Mas, indiretamente, temos mais de vinte parceiros e colaboradores, além de mais setecentos alunos criando os seus próprios ateliês a partir das práticas que ensinamos”, comemora.

 

Foto: Divulgação – Carol Lamaita

 

Em relação aos seus atuais planos para o ateliê, Lamaita divide que “eu pretendo ampliá-lo para que seja possível a instalação de painéis fotovoltaicos que reduzam o impacto do consumo de energia da nossa produção. Além disso, planejamos buscar, cada vez mais, produtores nacionais e locais e ampliar a rede de ensino para que as nossas práticas sustentáveis sejam adotadas em todos os ateliês de cerâmica artesanal, com uma produção de extrema qualidade, o que reduz perdas e, consequentemente o desperdício de recursos”, espera.

 

Como a sustentabilidade é trabalhada por Carol Lamaita?

 

Já quando questionada sobre como a sustentabilidade é trabalhada no seu ateliê, Lamaita explica que “toda a nossa produção está relacionada com a sustentabilidade. Produzimos cerâmica artesanal feita com materiais naturais, como argila e minerais. Os esmaltes e a camada vítrea que cobre as peças são produzidos no próprio ateliê, utilizando apenas materiais naturais e atóxicos, sem o uso de corantes sintéticos que passam por inúmeros processos industriais. Além disso, todo o nosso resíduo de produção, seja de argila ou esmaltes, é reciclado e reutilizado. No Ateliê Carol Lamaita, nada se perde! Assim como, todo o nosso processo produtivo, desde a utilização da água, até os insumos de produção e embalagem das peças, é focado 100% em evitar o desperdício, reutilizar materiais e proteger as pessoas e o meio ambiente. A sustentabilidade para esta presente desde a concepção da peça, até a sua entrega”, realça.

 

Foto: Divulgação – Carol Lamaita

 

A Artista Plástica e Ceramista complementa que “trabalhamos com uma matéria-prima natural e abundante, que é a argila. E, apesar de ser um material natural, ele não é renovável. O planeta levou centenas de milhares de anos para preparar esse material e, trabalhando com uma arte ancestral e milenar como a cerâmica, acredito que seja nossa responsabilidade preservar o equilíbrio desse planeta que nos fornece generosamente tudo o que usamos na produção das peças. Da mesma forma, a escolha estética tem o compromisso com o tempo de vida da cerâmica. Dessa forma, eu busco linhas atemporais, que coexistam com qualquer tempo e tendência, já que as peças de cerâmica, quando bem cuidadas, duram para sempre. Um consumo consciente se complementa com a escolha de produtos que, além da qualidade, sejam atemporais. Assim, a sustentabilidade é a marca registrada do Ateliê Carol Lamaita, dos materiais à embalagem, incluindo todo o processo produtivo que passa por esse olhar”, assegura.

 

Quem já faz uso de louças sustentáveis no mercado food service, indica!

 

Atualmente, restaurantes e outros negócios de alimentação de alto nível, como a Frutaria, Botanikafé, Fábrica de Dengos Chocolates, Ema e Miado, em São Paulo, capital, Elixir, em Campinas, e o Nez Bistrô, em Recife, são clientes do Ateliê Carol Lamaita. Além disso, a Artista Plástica e Ceramista, por meio do seu ateliê, também atua diretamente com chefs renomados, como é o caso de Renata Vanzetto, Sanae Mattos e Bruno Mylla. “Muitas escolhas estéticas minhas têm a ver com a pegada natural sustentável desses estabelecimentos que eu atendo. No caso de alguns chefs, por exemplo, foram criados pratos exclusivos para atender cada menu. Há 20 anos, eu trabalho com cerâmica, desenvolvendo práticas sustentáveis de produção e atendendo exigentes clientes do mercado gastronômico e empresas de grande porte, além de ensinar cerâmica a muitos alunos e alunas. Hoje, eu tenho orgulho de chamá-los de colegas de profissão”, enfatiza Lamaita.

 

O Chef Ricco Araújo e equipe da Na Mesa Consultoria – Divulgação

 

Ricco Araújo, de 32 anos, Chef na Dengo Chocolates e na Dengo Origem desde 2022, é um dos clientes do Ateliê Carol Lamaita e revela que essa parceria começou “por causa da similaridade do conceito de ambas as marcas, Carol e Dengo. Nós, inclusive, iniciamos o nosso projeto escolhendo as cerâmicas da Carol Lamaita e criamos os nossos pratos com base nas peças dela. Escolhemos os formatos, cores e texturas no ateliê por entendemos que a cerâmica é a roupa das refeições e isso faz toda a diferença na apresentação de pratos para o cliente. Pois, saber que aquela peça não causou impacto fabril ao planeta, que cada peça tem sua cor devido à queima no forno e que passou por uma mão e não uma forma é valioso. E, na Dengo, isso se traduz como carinho, afeto, calor e o receber em casa. Nos preocupamos com todo o processo no restaurante, desde o produtor, entregador ao alimento que usamos para transformá-lo em refeição e a Carol Lamaita fecha com todo esse conceito. Por isso, com certeza, eu a indico, pois o seu ateliê é sinônimo de conceito, qualidade e competência. E a entrega, por exemplo, acontece dentro do prazo estipulado”, recomenda.

 

A importância de investir em louças sustentáveis no mercado food service

 

Ficou interessado (a) em também adotar louças sustentáveis no seu negócio food service, não é mesmo? Então, saiba que, conforme Lamaita, “vivemos em um tempo de novos hábitos e uma nova mentalidade em que a sociedade está preocupada com o meio ambiente e com os hábitos de consumo consciente. Por isso, sempre escolhemos atender empresas que se conectam com os nossos valores, além de deixarmos claro que fazer uso de louças sustentáveis no mercado food service é uma escolha que existe e que é uma forte maneira de criar vínculo e conexão dos clientes com as empresas.  Afinal, não há desvantagens em investir em louças sustentáveis, muito pelo contrário! Esse investimento inicialmente maior em peças de qualidade, hoje em dia, se reverte em credibilidade e em propaganda gratuita, o que gera mais retorno financeiro para as empresas que optam por produtos assim”, assinala.

 

Foto: Divulgação – Carol Lamaita

 

A Artista Plástica e ceramista complementa que “a sociedade como um todo ganha com a adoção de práticas sustentáveis por parte dos negócios food service. Isso porque os ganhos com a sustentabilidade não se resumem a preservar o planeta, a ter ganhos financeiros por evitar desperdícios ou ainda a gerar valor para as marcas e as empresas. O nosso comportamento e os nossos hábitos mudam e impactam outras vidas com a prática de sustentabilidade.  Por isso, é preciso entender que produzir uma peça de qualidade, com excelência técnica, é uma prática sustentável à medida que reduz perdas e gera um profissional mais qualificado, mais bem remunerado e reconhecido. Já os restaurantes, ao oferecerem louças sustentáveis, geram um impacto positivo na aquisição de um pequeno produtor e na experiência que causa em seus clientes, que, movidos pelo exemplo, repetem o comportamento em casa e ensinam os seus filhos. Enfim, são práticas que transformam o nosso comportamento e o nosso modo de vida”, salienta.

 

Dica para começar a investir em louças sustentáveis no mercado food service

 

Por fim, Lamaita aconselha que para começar a investir em louças sustentáveis no mercado food service o empresário (a) desse ramo necessita ter criado “uma empresa que vive em seu tempo, uma vez que as práticas sustentáveis não são moda, mas dizem muito dos valores de um negócio. Atualmente, uma imagem e um exemplo falam mais que mil palavras. Sendo assim, investir em louças sustentáveis é uma forma de criar uma comunidade engajada, que acredita na sua marca e luta por ela a medida que vocês lutam pelos mesmos valores”, recomenda.

 

E aí? Gostou de conhecer a Carol Lamaita e o seu trabalho? Esperamos que sim e que as suas informações sobre como é vantajoso fazer uso de louças sustentáveis no mercado de alimentação fora do lar te inspirem. Além disso, aproveitamos a oportunidade para te convidar a CLICAR AQUI e ficar por dentro do SuperOpa: o delivery e pick-up de alimentos que conecta diretamente indústria e consumidor final para reduzir o desperdício de alimentos.

 

 

tabata 18883500028c
+ posts

Compartilhar:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Fique Atualizado!

Assine nossa newsletter

Veja também...