in

Vida de chef empreendedora? É com Izabela Simon!

Atualmente, a participante da primeira edição do MasterChef Profissionais é chef e sócia do Nattu Restaurante, it.buffet, Lowko Sorvete, Compotas Ibá e Artse Vinhos

Foto: Divulgação

 

Empreendedorismo e gastronomia têm tudo a ver? Para Izabela Dolabela Simon, de 32 anos, a chef Izabela Simon, com certeza! Afinal, atualmente, a participante da primeira edição do MasterChef Profissionais é chef e sócia do Nattu Restaurante, it.buffet, Lowko Sorvete, Compotas Ibá e Artse Vinhos.

 

Em entrevista exclusiva à Rede Food Service, Simon revela que possui uma vida de chef bastante agitada e corrida, mas compensatória e possível de ser vivida, uma vez que conta com a ajuda de pessoas especiais. “Atualmente, eu assino o cardápio do Nattu, mas não estou dentro dos restaurantes diariamente. Eu me divido com o it.buffet, onde atendemos eventos corporativos, e com a Lowko sorvete, Artse vinhos e compotas Ibá. Em todas as minhas empresas, eu tenho sócios incríveis, incríveis mesmo! Sem eles, eu não conseguiria. Afinal, a demanda diária é exaustiva e, como mãe de dois bebês, a jornada não é fácil e quase sempre dupla”, divide.

 

Quem é Izabela Simon?

 

Mineira, casada com o Thomas e mãe de Sarah, de 2 anos, e David, de 1, Simon afirma que “não tem como separar a Izabela da chef Izabela. Para mim, cozinhar é um ato político, que vai para além das necessidades básicas da alimentação. Eu defendo, respiro e vivo a minha profissão. Eu tenho muito orgulho de ser cozinheira e mais ainda de inspirar jovens que também sonham com essa profissão linda. Na minha vida, não existe conciliar a vida pessoal com a profissional. É tudo junto e misturado. Os meus filhos nasceram na pandemia de Covid-19. Com isso, o meu trabalho veio para casa e nunca mais saiu. E eu gosto assim, pois amo poder estar em casa com eles e pretendo continuar dessa forma”, assinala.

 

Foto: Divulgação

 

Sobre o seu estilo de culinária, a chef partilha que “eu gosto de uma cozinha fusion, que, por meio do intercâmbio de ingredientes, experiências multiculturais e mistura de técnicas, leva pratos equilibrados e de paladares incríveis para quem experimenta. Sempre priorizo ingredientes frescos, de alta qualidade. A apresentação dos meus pratos é algo que faz toda a diferença na entrega”, destaca.

 

Formação e experiências profissionais

 

Simon é graduada em Direito e Gastronomia. No entanto, ela garante que “sempre trabalhei com gastronomia. Hoje, sou cozinheira e empreendedora, chef e sócia do Nattu Restaurante, it.buffet, Lowko Sorvete, Compotas Ibá e Artse Vinhos. É bem corrido, do jeito que eu gosto! Dou conta de tudo? Nem sempre, mas entrego o meu melhor sempre! Eu nasci em Belo Horizonte, Minas Gerais, e, por lá, fiz a faculdade de Direito e a de Gastronomia. Porém, escolhi a cozinha como profissão. E ainda nos tempos de faculdade, eu trabalhei com confeitaria e, já graduada, busquei experiência profissional em cozinha italiana, francesa, peruana e asiática. Fiz uma pós-graduação em Gastronomia Funcional e Natural e outra em Gastronomia Vegetariana e Vegana. Em 2016, eu participei da primeira edição do MasterChef Profissionais e me mudei para São Paulo, capital, para ser Chef do restaurante Cevicheria y Los Otros no Itaim. Em seguida, eu abri meu buffet e, depois, assumi a cozinha do Nattu Restaurante, onde estou até hoje. Com certeza, o MasterChef mudou a minha vida, a minha carreira, mudou tudo! Isso porque abriu muitas portas e sou muito grata ao programa e a tudo que ele me proporcionou”, ressalta.

 

Foto: Divulgação

Sobre como começou o seu contato com o mundo food service, a chef relembra que foi em “2018, como P&D e sócia da Lowko Sorvete. Na época, eu fui convidada para desenvolver o primeiro sorvete sem açúcar, de baixa caloria e com ingredientes de origem natural do Brasil”, explica.

 

Rotina como chef empreendedora

 

Na avaliação de Simon, ao contrário do que muitos pensam, a vida de chef está longe de um dia a dia glamouroso. “A vida de chef estrelado até tem momentos de glamour, mas quantos chefs famosos temos no Brasil? Pouquíssimos! A nossa profissão é cozinheiro e chef é um cargo que demora alguns anos para ser alçado e, mesmo assim, a remuneração não é aquelas coisas. Acho que glamour mesmo, infelizmente, é só na televisão”, assegura.

 

Foto: Divulgação

 

Em relação à sua rotina como empreendedora, a chef diz que “hoje, eu não fico diariamente no restaurante, mas fiquei por dez anos no ‘batidão da cozinha’. E eu confesso que não tenho saudade de trabalhar nesse ritmo intenso. Às vezes, eu ficava 18 horas seguidas em pé na cozinha. É muito intenso e desgastante. Atualmente, eu assino o cardápio do Nattu, mas não estou dentro dos restaurantes diariamente. Assim, me divido com o it.buffet, onde atendemos eventos corporativos, e com a Lowko sorvete, Artse vinhos e compotas Ibá”, reforça.

 

Desafios, metas e sonhos como chef empreendedora

 

Quando questionada sobre quais são os seus atuais desafios, metas e sonhos como chef empreendedora, Simon explica que “hoje, o meu maior desafio é conseguir levar as minhas marcas para um patamar onde eu consiga me aposentar. Sim, o meu maior sonho é me aposentar, mas não 100%! Eu quero, um dia, voltar para restaurante, mas algo super autoral e sem pressão, sem viver de fazer contas. Quero me dedicar a cozinha, ser menos empresária e mais cozinheira. Quero poder, pela primeira, vez ter uma cozinha minha, com a minha assinatura, sem precisar ‘ganhar dinheiro’, algo menos comercial. Entretanto, infelizmente, ainda é um só um sonho, mas espero que não muito distante. Eu sou uma cozinheira apaixonada e que sempre soube que essa seria a minha profissão. Entretanto, eu nunca tive a oportunidade de fazer algo só meu”, pontua.

 

Visão de mercado como chef empreendedora

 

Para Simon, o atual mercado food service requer mais preparo, uma vez que “os consumidores são extremamente exigentes. Os insumos e as embalagens estão cada vez mais caros, assim como os impostos e os serviços. Não é fácil empreender! Um dia, você está muito feliz e realizado e, no dia seguinte, você pensa em desistir e chorar sozinho na câmara fria. É difícil achar mão de obra qualificada, já que é um mercado que paga pouco, que, ao contrário do que a televisão mostra, não tem glamour. É exaustivo”, alerta.

 

Foto: Divulgação

 

A chef acrescenta que, hoje em dia, a alimentação já ganhou outro conceito. “Isso porque as pessoas estão cada vez mais interessadas em produtos e restaurantes que entregam saudabilidade. Querem produtos orgânicos, de baixa caloria, zero açúcar, nutritivos, de origem natural e, indo mais longe, podemos falar das embalagens. Hoje, o consumidor avalia se aquele produto tem uma pegada sustentável, se pensa no meio ambiente. O consumidor está disposto a pagar mais caro em produtos com propósito e o mercado de produtos saudáveis cresce quase 10% ao ano no Brasil. E eu acredito que ainda vai crescer muito mais”, espera.

 

Adaptações como chef empreendedora frente à pandemia de Covid-19

 

Assim como para a maioria dos profissionais brasileiros ligados ao segmento de serviços, a pandemia de Covid-19 também representa um divisor de águas na vida de chef empreendedora de Simon. Ela conta que foi e ainda tem sido um período de grandes aprendizados e adaptações. “Com a pandemia de Covid-19, eu aprendi a delegar, algo que eu tinha muita dificuldade. A minha primeira filha nasceu em março de 2020, quando começou a pandemia de Covid-19. Então, eu já estava me preparando para ficar um tempo em casa. Porém, eu não imaginei que seria tanto tempo e nem que engravidaria quando ela tinha dois meses. Não foi sem querer, porque a gente queria muito ter outro filho logo em seguida e deixamos rolar, mas foi tão rápido que confesso que a gente assustou. No entanto, ficamos muito felizes e, acredite se quiser, o David nasceu em março do mês seguinte no segundo lockdown. Então, eu brinco que, na pandemia de Covid-19, eu fiz filhos (risos). O meu trabalho como chef no restaurante e no buffet não existiu na pandemia de Covid-19, pois eu tinha muito medo de sair de casa recém parido e com bebês recém-nascidos em casa. Mas, a Artse Vinhos e a Ibá nasceram na pandemia de Covid-19. Então, eu trabalhei muito como empreendedora”, esclarece.

 

Dica de chef empreendedora

 

Por fim, Simon pontua que, na vida de chef, “você precisa amar, se dedicar e, muitas vezes, abdicar da sua vida social, principalmente, quem trabalha em restaurante e buffet. Pois, enquanto os clientes estão comemorando e se divertindo, a gente está trabalhando, inclusive, muitas vezes, no Natal, Carnaval, aniversários importantes. Na cozinha, a gente brinca que domingo de chef é segunda-feira, quando tem. Hoje, eu estou mais no dia a dia das fábricas e produções e menos no restaurante. O meu buffet atende, na maioria das vezes, eventos corporativos, que são em horário comercial. Assim, eu tenho noites livres e finais de semana, mas nem sempre foi assim”, comenta.

 

Foto: Divulgação

 

E, para quem sonha em ser chef empreendedora, Simon aconselha que “se puder pagar, faça uma faculdade. Se não puder, vá atrás de cursos técnicos que também são excelentes. Mas, o mais importante é bater na porta de restaurantes e pedir emprego de cozinheiro. Talvez você comece como pia, lavando a louça ou servindo/recolhendo mesas, mas aceite e vá vivendo a vida de restaurante para saber se é isso mesmo que você quer. Trabalhe muito, tente trabalhar em cozinhas diferentes para aprender técnicas e preparações diferentes. Vá atrás de chefs que você admira, tente trabalhar com eles. Saiba que você não vai ser bem pago, que vai trabalhar muito, vai se cortar, queimar, trabalhar em feriados, finais de semana e, muitas vezes, na noite. Porém, se você está disposto a passar por isso, vá em frente e busque o seu lugar. Pode ser com comida de rua ou até mesmo em restaurante estrelado, mas se encontre”, indique.

 

E aí? Gostou de conhecer a vida de chef de Izabela Simon, não é mesmo? Então, continue nos acompanhando! Pois, toda semana, te desvendamos o que é realmente a vida de chef por meio de exemplos reais.

Escrito por #molongui-disabled-link

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carregando…

0

Comentários

0 comentários

BCB São Paulo anuncia especialistas internacionais na grade de programação

Instituto Italiano traz dois CURSOS e um CONCURSO de AZEITES para o brasil