in

Raphael Temporim assinala que vida de chef sempre é muito estereotipada como o ser humano incansável

Como atual Gerente Regional de Vendas e Chef Regional Corporativo da RATIONAL Brasil, Temporim tem como principal objetivo profissional oferecer o melhor benefício para quem trabalha com food service

Foto: Divulgação

 

Para ser um chef de cozinha precisa ter muita disposição ao ponto de não poder cansar, certo? Nem tanto, conforme Raphael Temporim, de 32 anos, o chef Raphael Temporim que, atualmente, é o Gerente Regional de Vendas e Chef Regional Corporativo da RATIONAL Brasil, empresa alemã fabricante de fornos combinados para cozinhas profissionais.

 

Em entrevista exclusiva à Rede Food Service, Temporim assinala que “vida de chef sempre é muito estereotipada como o ser humano incansável. Porém, essa fama está, cada vez mais, distante da vida dos chefs. O ideal para mim é sempre encontrar um equilíbrio, aprendendo sempre a dividir vida profissional e pessoal. Eu, como não tenho rotina de restaurante, tenho conseguido”, afirma.

 

Quem é Raphael Temporim?

 

Casado e sem filhos, Temporim é “um cara que gosta de todos e sempre quer aprender mais”, se apresenta.

 

Foto: Divulgação

 

Já sobre a sua versão profissional, o chef garante que é “faminto por novas técnicas e receitas. O que mais me caracteriza como chef é o amor pela comida. Eu adoro a culinária brasileira e a francesa”, partilha.

 

Formação e experiências profissionais

 

Formado em Gastronomia pelo Centro Universitário das Faculdades Metropolitanas Unidas (FMU) desde 2008, Temporim iniciou as experiências práticas em sua área de graduação mesmo antes de concluir o curso. “Em 2007, eu comecei o meu curso de Gastronomia, onde tive o primeiro contato com muitas coisas do food service que eu não fazia ideia de como funcionavam. E o fato de trabalhar em paralelo com os estudos me fez entender e amar essa profissão de cozinheiro”, relata.

 

Foto: Divulgação

 

Antes de fazer parte da equipe da RATIONAL Brasil, o chef trabalhou em outros locais, o que, segundo ele, o ajudou a ser o profissional que é hoje. “O meu primeiro trabalho foi no extinto EAT Casual Food no Itaim, em São Paulo, chefiado pelo premiado chef Léo Filho, ex-Maksoud. Lá, eu comecei como estagiário e, depois de dois anos, já atuava como Subchef. Mas, na sequência, eu recebi uma proposta para trabalhar na Brasserie Erick Jacquin, em Higienópolis. E, assim, comecei lá como cozinheiro e foi onde eu adquiri toda a base da minha gastronomia. Tive contato com excelentes ingredientes, excelentes profissionais e a experiência mais incrível dentro de uma cozinha. Trabalhar para Erick Jacquin por três anos foi um período de muito aprendizado. No entanto, em 2013, a minha vida profissional mudou completamente, pois foi quando eu tive o primeiro contato com a RATIONAL Brasil, entendendo como funciona o mundo corporativo dentro do food service. Em 2016, já foi a vez da minha experiência internacional, em que morei dois anos na Australia, conhecendo como a cozinha funciona em outro país em relação a equipamentos, mão-de-obra, clientes e gastronomia. Mas, em 2020, eu retornei à RATIONAL onde estou até hoje”, detalha.

 

Rotina como Gerente Regional de Vendas e Chef Regional Corporativo

 

Sobre a sua atual rotina como Gerente Regional de Vendas e Chef Regional Corporativo da RATIONAL Brasil, Temporim revela que, “hoje, o meu principal objetivo é dar o melhor benefício para quem trabalha com food service. Eu tenho o prazer de apresentar para o cliente o que há de melhor em tecnologia de cocção do mundo: os equipamentos RATIONAL. Afinal, faço a gestão de metade das regiões da cidade de São Paulo e distribuidores, sempre em contato com cozinha, e realizo também visitas e eventos gastronômicos”, conta.

 

Foto: Divulgação

 

Conforme Temporim, vida de chef é “trabalho, trabalho e trabalho. Glamour é só para 0,0000001 dos profissionais”, assegura. Entretanto, ele pontua que, “atualmente, o que eu mais gosto no meu trabalho é exatamente não ter rotina. A cada dia, estou em um cliente diferente, em um bairro diferente e entrando em cozinhas diferentes. E isso é um prazer enorme para mim!”, comemora.

 

Atuais metas e sonhos

 

Em relação às suas atuais metas, Temporim partilha que “a minha principal meta é deixar sempre a vida dos meus clientes mais tranquila possível e com o mínimo de estresse, maior tempo para coisa importantes e sempre com seus preparos ainda com maior qualidade”, assegura.

 

Foto: Divulgação

 

Sobre os seus sonhos, o chef divide que é “ter o meu próprio negócio de food service. Mas, isso é bem lá no futuro”, planeja.

 

Visão de mercado

 

Para Temporim, hoje em dia, o mercado food service é “um dos mercados com maior leque de opções, desde catering, retail e restaurantes. É sempre necessário experiência”, alerta.

 

Foto: Divulgação

 

O chef ainda acrescenta que, em plano século XXI, a alimentação já ganhou outro conceito. “Hoje, temos uma cultura gastronômica muito mais forte, com a Internet e programas de televisão. Já sabemos muito mais sobre técnicas, ingredientes e receitas”, avalia.

 

Dica do chef

 

Por fim, Temporim complementa que, desde o começo da pandemia de Covid-19, tudo em sua vida mudou. “Me reinventei tanto na profissão, quanto no meu lado pessoal”, diz. Por isso e também levando em conta toda a sua experiência, ele indica que quem quer se tornar um chef corporativo com ele precisa de “estudar!!!”, aconselha.

 

E aí? Gostou de conhecer sobre a vida de chef corporativo de Raphael Temporim? Esperamos que sim, pois, aqui na Rede Food Service, toda semana, o nosso propósito é te desvendar o que, realmente, é uma vida de chef. Então, continue nos acompanhando!

Escrito por #molongui-disabled-link

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carregando…

0

Comentários

0 comentários

Biscoitê: a rede de franquias de biscoitos fundada por um vendedor de porta em porta que deve faturar R$ 40 milhões em 2021

CyberCook: Cinco receitas de Saladas Funcionais