in

Sucos S/A: a rede de franquias de alimentação natural que nasceu da falência de um casal de brasileiros

Criada em 2009 por Gustavo e Suzana Dinamarco, marca food service já fatura mais de R$ 700 mil por mês, sendo formada por 10 lojas com forte presença em shoppings

Foto: Divulgação

 

Dizem que o sucesso nasce das cinzas do fracasso e essa é a história da Sucos S/A, uma rede de franquias de alimentação natural que é fruto da falência de um casal de brasileiros.

 

Criada em 2009 por Gustavo Dinamarco, de 40 anos e natural de Três Lagoas, no Mato Grosso do Sul, e Suzana Dinamarco, de 42 e nascida em Pereira Barreto, interior de São Paulo, marca food service já fatura mais de R$ 700 mil por mês, sendo formada por 10 lojas com forte presença em shoppings.

 

O começo de tudo

 

Casados há 15 anos e pais de dois filhos, Gustavo e Suzana contam, em entrevista exclusiva à Rede Food Service, como a história da Sucos S/A começou. “Na infância, Gustavo vendia gelinho e, na adolescência, alface e ingressos de casa noturna para ajudar nas contas. E, em uma das empresas em que trabalhou, me conheceu e, juntos, enfrentamos alguns perrengues no empreendedorismo. Um bom exemplo era quando ele trabalhava em uma distribuidora de produtos alimentícios. Por dia, visitava de 50 a 60 clientes. Era puxado, mas ele viu uma oportunidade ali. Assim, para aumentar a renda, Gustavo aproveitou as visitas para vender bebidas alcoólicas por conta própria. Naquele primeiro momento, deu certo, tanto que, em 2007, resolveu abrir a própria distribuidora, vendendo uma gama maior de produtos. Nessa época, eu trabalhava em um frigorífico e ajudava o Gustavo a comprar os produtos. A gente fazia uma pesquisa em três ou quatro supermercados para encontrar o melhor preço e, assim, lucrar um pouquinho mais. Era bem corrido e, nessa época, eu fiquei grávida e, logo em seguida, perdi o meu emprego. Com isso, a única fonte de renda vinha da distribuidora de bebidas do meu marido, que já não estava indo tão bem assim. Em um ano, inclusive, a distribuidora faliu. Naquela situação, o jeito foi pedir dinheiro emprestado para o pai e, com isso, reerguer a empresa. Em paralelo, eu fazia e vendia trufas e chocolates. Porém, o resultado foi o mesmo: em um ano, a segunda falência seguida. Mas, em 2009, por acaso, vi, em um anúncio de jornal, a venda de um quiosque de sucos em um shopping de Araçatuba, no interior de São Paulo, onde morávamos. Então, decidimos encarar esse novo desafio e, logo nos primeiros meses, percebemos que o negócio dava lucro e que podia crescer. Dessa forma, em 2010, abrimos a segunda loja, agora, em Birigui, também interior de São Paulo. No ano seguinte, a terceira, outra em Araçatuba. Em 2017, já tínhamos oito lojas próprias no interior de São Paulo e uma em Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte, Minas Gerais, sempre nos dividimos na gerência do negócio”, relata Suzana.

 

Foto: Divulgação

 

Investimento inicial e já resultados alcançados

 

A empresária divide também que, para abrir a primeira loja da Sucos S/A, ela e o marido compraram o quiosque em shopping de Araçatuba por “R$ 30 mil e, hoje, o investimento para abrir uma franquia é a partir de R$ 150 mil”, informa.

 

Gustavo complementa que, atualmente, a rede de franquias possui “uma média mensal de venda R$ 70 mil/mês, lucro de 20% do faturamento, além de faturamento de R$ 700 mil por mês em toda rede. A Sucos S/A, hoje, é o ‘fast-food’ de alimentação saudável mais democrático e bem formatado do mercado. No começo, era uma necessidade e, atualmente, é um sonho. Nossos clientes são bem ecléticos. São pessoas que se preocupam com a saúde, natureza e com o bem-estar. São clientes de todas as faixas etárias e classes sociais”, afirma.

 

Processo de franqueamento e expansão

 

Sobre o processo de franqueamento da rede Sucos/SA, Suzana explica que iniciou quando “estava quase tudo certo para fecharmos o contrato de mais uma loja em um shopping de prestígio de Araçatuba. Porém, a administração queria uma loja com um mix maior de refeição saudável e a nossa franquia só vendia suco. Então, começamos a oferecer salada também. Afinal, se o propósito é promover saúde, por que não fazer isso também por meio de refeições e se diferenciar dos concorrentes? Assim, a Sucos S/A avançou para um novo caminho, agora, se posicionando como um restaurante de alimentação saudável. Hoje, as saladas representam cerca de 70% dos nossos pedidos e, atualmente, o cardápio conta com mais de 20 opções de refeições, dentre elas, monte sua salada, tapioca e sanduíches naturais. Para se ter uma ideia, com essa adaptação, o ticket médio das lojas aumentou 55%”, ressalta.

 

Foto: Divulgação

 

Já em relação a como funciona o processo de franqueamento e expansão da Sucos S/A, Gustavo garante que “há suporte completo ao franqueado, desde a abertura da empresa, passando pela escolha do ponto, auxílio nas negociações de aluguel, na contratação da equipe, treinamento específico ao franqueado e equipe, pré e pós-inauguração, fornecimento de projeto arquitetônico, homologação de fornecedores, etc”, detalha.

 

Adaptações frente aos efeitos da pandemia de Covid-19 no mercado food service

 

Assim como a maioria dos empresários do ramo food service, Gustavo e Suzana também tiveram que enfrentar os impactos causados pela atual pandemia de Covid-19. No entanto, o casal, mais uma vez, conseguiu fazer da crise uma oportunidade. “Inicialmente, as lojas ficaram fechadas até agosto de 2020. Mas, quando retornamos, no fim de agosto, decidimos investir no delivery, que se tornou o novo método de consumo dos clientes. Hoje, o delivery representa 20% do faturamento da rede. Depois, viemos com as saladas, que representam 70% do faturamento”, destacam.

 

Inspirações, metas e sonhos

 

Para o casal, as principais inspirações da atual Sucos/SA “são as pessoas e, quando dizemos ‘pessoas’, estamos nos referindo não só aos nossos clientes, mas também a todo o time (fornecedores, colaboradores), pois temos a obsessão de, cada vez mais, proporcionar bem-estar e momentos felizes. Afinal, quanto mais pessoas bem e felizes, melhor será nossa cidade, nosso país. Por isso, seguimos os passos das maiores redes do mundo, que também começaram pequenas, e nos tornaremos a maior”, esperam.

 

Foto: Divulgação

 

Com essa positiva perspectiva, Gustavo e Suzana possuem como metas e sonhos empresariais, “inaugurar mais três unidades ainda para este ano e outras sete no ano que vem. Hoje, as pessoas se preocupam mais com uma alimentação saudável e procuram por estabelecimentos que possam oferecer essas refeições. A Sucos S/A, como já comprovamos, é uma ótima opção de investimento dentro desse segmento que, ao que tudo indica, não tem marcha ré, pelo contrário, só cresce”, revelam.

 

Segredo do sucesso

 

Por fim, o casal partilha que o segredo para se obter sucesso no ramo de alimentação fora do lar é “o básico. Entregar aquilo que você se propôs a fazer, com amor, qualidade e excelência. Mas, para isso, é preciso ter persistência e positividade. Acredite no seu instinto, mesmo que todos duvidem. Uma outra dica e não menos importante é ter foco e disciplina, muita disciplina”, aconselham.

 

E aí? Que história inspiradora a do Gustavo e a Suzana, não é mesmo? Esperamos que tenha gostado de conhecer, a fundo, o enredo de sucesso da rede de franquias Sucos S/A. Afinal, esse é um dos propósitos da Rede Food Service! Sempre revelar como, de fato, funciona o mercado de alimentação fora do lar para que isso lhe sirva de aprendizado e construções futuras. Por isso, continue nos acompanhando!

Escrito por #molongui-disabled-link

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carregando…

0

Comentários

0 comentários

Personalizar a formação acadêmica em Gastronomia é possível? Com o Ecossistema Ânima sim!

Aprenda as versões veganas dos pratos típicos do inverno