in

De engenheira civil para confeiteira, empresária e professora: conheça a vida de chef de Neiriane Nucci

Atualmente, a chef é professora de Confeitaria em Campinas, interior de São Paulo, e trabalha no desenvolvimento de produtos da rede de franquias Bolo da Madre

Foto: Divulgação

 

Engenharia Civil e Gastronomia. O que essas duas áreas têm em comum? Nada, certo? Porém, para Neiriane Borges de Oliveira Nucci, de 43 anos, a chef Neiriane Nucci, as duas formações representam o enredo da sua vida profissional.

 

Engenheira civil por formação desde 2004, além de Técnica em Edificações, Nucci atuou nesta área por dez anos. No entanto, foi no ramo da confeitaria que se encontrou ainda durante os estudos. “Na época da minha faculdade, eu comecei a fazer trufas para me ajudar financeiramente e isso já despertou em mim uma nova paixão. E, depois de uns dois anos de formada, eu mudei totalmente para a confeitaria e, inclusive, abri uma empresa de bolos e doces de casamento. Chamada de Vida Doce, a empresa durou dez anos e, atualmente, sou professora de Confeitaria em um curso técnico de escola em Campinas, no interior de São Paulo, e também trabalho no desenvolvimento de produtos da rede de franquias Bolo da Madre”, resume a própria em entrevista exclusiva à Rede Food Service.

 

Quem é Neiriane Nucci?

 

Casada há 15 anos e sem filhos, a chef se considera uma pessoa “extremamente calma, nerd e dedicada”, se apresenta.

 

Foto: Divulgação

 

Já como chef, Nucci garante que “tenta passar exatamente isso para a sua equipe ou alunos. Na verdade, acho que sou a mesma como pessoa ou chef. Eu sou completamente dedicada à confeitaria e panificação. O estilo que me define hoje é simples, cheio de sabor e açúcar equilibrado. É como se estivéssemos sendo abraçados quando comemos uma fatia de bolo!”, afirma. No entanto, ela também revela que a sua vida profissional “sempre foi muito intensa e muito dedicada ao trabalho. Meu marido foi meu braço direito na Vida Doce. Então, se acostumou com essa rotina quase que insana da cozinha. E, como estou há muitos anos nesta profissão, a família e os amigos já se acostumaram com a minha correria”, divide.

 

Formação e experiências profissionais

 

Além de ser graduada em Engenharia Civil pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUC-Campinas) e ter feito o curso de Técnica em Edificações, Nucci possui pós-graduação em Confeitaria e Panificação pela Universidade Anhembi Morumbi. “Depois da faculdade, trabalhei por um tempo na área de projetos e de construção em Americana, porque eu morava lá. Mas, logo depois, fiz a pós-graduação em Confeitaria e Panificação. E, quando mudei de área, eu abri a empresa em Campinas de doces e bolos para eventos, que se chamava Vida Doce. Eu fiquei com ela por dez anos e, desde então, comecei a dar aula no Instituto Franco Brasileiro, que é um curso profissionalizante de Confeitaria que tem duração de um ano. Depois, eu entrei na Horeca, um broker que vende produtos Nestlé, Haggen Dasz e Yoki. Nessa empresa, eu dava treinamento e desenvolvia receitas com os produtos dessas marcas. E, assim, cheguei a desenvolver, do zero, uma empresa de sobremesas congeladas, a Fabricake´s homologada Nestlé. Atualmente, estou na Bolo da Madre, uma franquia de bolos com mais de 60 lojas espalhadas pelo Brasil a fora. Tem sido uma experiência incrível, um novo universo estar em uma franquia”, conta.

 

Foto: Divulgação

 

A chef completa que “quando eu encerrei as atividades da Vida Doce e comecei a trabalhar no broker que vendia a linha de food service da Nestlé, tive o incentivo de uma grande amiga, a chef Samara Grossi, que já era do nicho da alimentação fora do lar e, na época, trabalhava na Kerry. Aí sim, eu tive a noção da realidade e da dimensão do que é o food service. Eu trabalhava dando treinamento para supermercados, padarias, restaurantes, cafeterias, sempre ajudando na argumentação de vendas, desenvolvendo receitas produtivas de fácil operação e utilizando toda linha de food dessas marcas. E, em seguida, iniciei a empresa de sobremesas congeladas que era homologada Nestlé. Com isso, descobri mais um caminho dentro do food service”, explica.

 

Rotina de vida de chef e atuais desafios e metas

 

Conforme Nucci, sua atual rotina de vida de chef é “intensa, cheia de desafios e muito estudo! Sem glamour e muita dedicação. Hoje, eu trabalho desenvolvendo produtos para a franquia Bolo da Madre, que tem um cuidado especial com cada produto homologado. Lá, é tudo bem artesanal e entendo que, hoje em dia, os produtos food service nos ajudam demais a ter uma produtividade melhor e, principalmente, a manter a padronização e a qualidade dentro da rede”, avalia.

 

Foto: Divulgação

 

Já sobre os seus desafios e metas, a chef considera que estão incutidos na sua missão de “passar para as pessoas que trabalham no meu time a importância do amor pela profissão e o sonho. Preciso fazer com que entendam o quanto é importante trabalhar com alimentação”, diz. Entretanto, ela garante que “eu sou completamente apaixonada por esta vida! Não tem rotina, tem inúmeros desafios, é intensa. Hoje, eu tenho uma responsabilidade maior ainda, que é ensinar. Tanto na Bolo da Madre, quando desenvolvo uma receita e ensino a rede a replicar, como na escola, quando ensino técnicas de confeitaria antigas e atuais.  Nessas horas, eu sempre peço para que minhas palavras sejam iluminadas e que elas sejam claras e possam ajudar as pessoas a trabalhar com AMOR e se habilitarem em uma profissão que vai te exigir bastante dedicação física e emocionalmente, mas, que, ao mesmo tempo, vai te dar muita satisfação”, sinaliza.


Visão de mercado

 

Para Nucci, o atual “mercado de food service está, cada vez mais, facilitando a vida de quem produz em larga escala. Quando eu comecei a empreender por volta dos 2006, por exemplo, era muito difícil conseguir embalagens grandes, bags de leite condensado, creme de leite de um litro. Mas, mesmo assim, a minha antiga empresa Vida Doce chegou a produzir 15 mil docinhos por final de semana e eu me lembro de abrir muitas latinhas de leite condensado. Mas, hoje, a facilidade em ter muitos produtos prontos para o uso podem facilitar de mais a rotina de uma cozinha. Porém, eu também acredito que isso pode desafiar mais na criatividade, no uso do produto e no entendimento de cada insumo para que você consiga entregar um produto diferenciado, com qualidade e com um sabor incrível e não simplesmente a facilidade de usar um produto pronto”, ressalta.

 

Foto: Divulgação

 

A chef acrescenta ainda que alimentação hoje em dia “já ganhou outro conceito. As pessoas se alimentam muito mais fora de casa ou pedem comida pronta. Os aplicativos de entrega facilitam de mais a vida e as rotinas de trabalho fazem com que isso aumente a cada dia. Assim como, a cada dia mais, as empresas de alimentação também tentam entregar uma comida mais afetiva, que possa trazer o carinho de uma comida como se ela estivesse sido preparada pelo seus pais ou avós”, considera.

 

Adaptações frente à pandemia de Covid-19

 

Na contramão da maioria dos trabalhadores do ramo de alimentação fora do lar, Nucci revela que a atual pandemia de Covid-19 não lhe trouxe prejuízos profissionais. “Eu não parei um dia se quer. Os treinamentos presenciais foram suspensos, mas tentamos, ao máximo, estruturar estratégias online, desenvolver produtos que pudessem chegar à casa dos clientes, para os que ainda não praticavam o delivery. Além disso, a Bolo da Madre cresceu bastante durante a pandemia de Covid-19. Foram mais de 10 lojas abertas só neste ano. Por isso, eu acho que a grande mudança se deu, principalmente, em uma consciência muito maior no cuidado com a entrega final, higiene e protocolos sanitários. Isso sempre foi muito importante, mas ganhou um destaque especial e veio para melhorar ainda mais o mercado de alimentação”, enfatiza

 

Dica de chef

 

Por fim, Nucci, como toda boa professora, fez questão de deixar a sua dica para quem sonha em seguir uma carreira parecida com a dela. “Estude! Todos os dias, seja receptivo para ajudar quem está começando. E tenha muito amor e energia boa dentro da sua cozinha”, aconselha.

 

Foto: Divulgação

 

E aí? Gostou de conhecer mais uma vida de chef conosco? Esperamos que sim, pois esse é um dos nossos propósitos. A cada dia, tentaremos desvendar os bastidores dessa profissão tão nobre e promissora, mas, ao mesmo tempo, desafiadora, que é a de ser chefe cozinha. Então, continue nos acompanhando!

Escrito por #molongui-disabled-link

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carregando…

0

Comentários

0 comentários

Cabana Burger lança aplicativo exclusivo com programa de vantagens

Quero Delivery: o maior app do Nordeste que cresceu 400% durante a pandemia de Covid-19