in

Atuação da ONG Banco de Alimentos é expandida por meio de projeto-piloto de franquia social

Ideia da instituição que combate à fome e o desperdício de alimentos há 23 anos é multiplicar as ações que minimizem os efeitos da fome pelo Brasil a fora

Foto: Divulgação

 

Uma ótima notícia para você empresário do ramo food service que se preocupa com importantes questões sociais e ambientais, como o combate à fome e ao desperdício de alimentos. A ONG Banco de Alimentos (OBA), que trabalha para combater exatamente esses dois grandes problemas já há 23 anos, acaba de anunciar que irá expandir suas ações por meio de um projeto-piloto de franquia social.

 

De acordo com a assessoria de imprensa da OBA, o atual objetivo é compartilhar o seu conhecimento e metodologia de trabalho com a intenção de apoiar mais organizações em outras cidades do país a combater à fome. A meta é abrir franquias sociais, um novo caminho para ampliar o impacto positivo das ações, beneficiando um maior número de pessoas. O primeiro projeto-piloto começa a ser realizado com a ONG Feliz Cidade, de Pariquera-Açu, no Vale do Ribeira, uma das regiões mais carentes do Estado de São Paulo”, ressalta.

 

Foto: Divulgação

 

Em entrevista à Rede Food Service, Luciana Chinaglia Quintão, fundadora e Presidente da ONG Banco de Alimentos, comentou que “esse é o primeiro passo da ONG Banco de Alimentos com o objetivo de ampliar o nosso escopo de atuação. Em nossa trajetória de 23 anos, superamos inúmeras dificuldades, acumulamos muito conhecimento e metodologias. Nossa tecnologia social é certificada pela Fundação Banco do Brasil. Com o primeiro projeto-piloto de franquia social, queremos reforçar a nossa missão, que é a de alimentar, educar e transformar. Com o nosso processo de Colheita Urbana, beneficiamos mais de 23 mil pessoas diariamente com alimentos e já entregamos mais de 13 mil toneladas de alimentos. Queremos compartilhar esse conhecimento e amplificar essas ações. É um orgulho ter a ONG Feliz Cidade como nossa primeira franqueada. Estamos finalizando a edição de manuais com a nossa metodologia de trabalho nas várias áreas, como administração, comunicação, logística e assistência social para serem compartilhados como referência. Ao abrirmos a porta para o processo de franquias sociais, buscamos mudanças mais estruturais na sociedade. As ações desenvolvidas pela ONG Banco de Alimentos em todas as frentes, além realizarem a ponte entre os dois Brasis – o Brasil que passa fome e o Brasil que desperdiça alimentos todos os dias -, são ações estruturadas incansavelmente para que seja possível atingir um objetivo maior: o de trazer consciência à sociedade como um todo para a questão urgente do combate à fome no país”, afirma.

 

Já o Gestor Financeiro Rogério Fernandes, que criou a ONG Feliz Cidade em 2019, partilhou que “conheceu a ONG Banco de Alimentos pela Internet e pelas redes sociais. Foi uma identificação muito forte com o trabalho. Desde que nos conhecemos, a gente se ´gostou de graça´, como se diz. Nós temos aqui pessoas dedicadas e bons profissionais, mas com a estrutura e expertise da OBA vamos conseguir expandir nosso trabalho para outras cidades e impactar mais pessoas. Nosso sonho é transformar a vida das pessoas, ajudar a transformar o Vale do Ribeira”, espera.

Escrito por #molongui-disabled-link

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carregando…

0

Comentários

0 comentários

Méqui cria ‘Drive-Tudo’ para ampliar atendimento aos clientes

Nova embalagem lançada no Brasil pela Sealed Air promete praticidade, segurança e prazo de vida estendido para pratos prontos