in

Primeira cafeteria do mundo com venda de créditos de carbono é inaugurada em São Paulo

Iniciativa é fruto de parceria entre a Café da Margem, MOSS e a Nescafé

Foto: Divulgação

 

Com o objetivo de neutralizar os gases de efeito estufa e minimizar os impactos do aquecimento global, a primeira cafeteria do mundo com venda de créditos de carbono foi inaugurada em São Paulo, na capital, na quinta-feira, dia 22, data em que é celebrado o Dia da Terra.

 

A cafeteria é fruto de parceria entre o Café da Margem, idealizado há um ano pela plataforma Grape ESG e em colaboração com a Nescafé, a marca de cafés da Nestlé, e a MOSS, startup pioneira em tokenizar a compensação dos gases de efeito estufa. Token esse batizado de MCO2. Além disso, o lançamento também celebra a união entre as marcas Café da Margem e Nescafé, que é mundialmente líder em café e sustentabilidade na cafeicultura e apoia o projeto por meio da linha Origens do Brasil de cafés arábica 100% nacionais e de origem responsável.

 

O Café da Margem já funciona entre quarta e sexta-feira, das 7h às 14h, e, aos sábados, domingos e feriados, das 7h às 17h. “Ao ar livre e seguindo todas as medidas de prevenção à Covid-19. A iniciativa visa neutralizar os gases de efeito estufa e minimizar os impactos do aquecimento global e a compensação de carbono se dá por meio de créditos, já empreendida por países e organizações, mas nunca antes por pessoas físicas. Simbolicamente, no próximo Dia da Terra, celebrado em 22 de abril, a MOSS dá mais um passo rumo à democratização desse ativo com a venda ao ar livre nas unidades do Café da Margem do Parque da Mooca e ao lado do Parque Ibirapuera. Ali, os visitantes que adquirirem o MCO2 ajudarão no envio de recursos a projetos socioambientais da Amazônia. O cliente receberá por e-mail um certificado mostrando a área preservada pela iniciativa, além de seu impacto positivo ao meio ambiente. Também será possível armazenar o crédito, que não expira, em uma carteira digital, para venda futura. Os preços variam de acordo com a cotação do token. Os créditos de CO2 são gerados por projetos já estruturados de conservação na Amazônia, que evitam a emissão de gases nocivos ao meio ambiente, como o dióxido de carbono. Por meio da compra de MCO2, os clientes da MOSS ajudam diretamente quatro projetos na Amazônia. Em menos de um ano, já foram enviados US$ 10 milhões para esses projetos, ajudando a preservar aproximadamente 1 milhão de hectares – o tamanho de um pequeno país como Jamaica, Catar ou Líbano. Construído apenas com materiais reutilizáveis e com unidades ao longo da ciclovia da Marginal Pinheiros (dos parques da Mooca e Ibirapuera entre elas), o Café da Margem foi inaugurado em outubro de 2020 na Praça Camafeu, em Interlagos, e logo se notabilizou como estabelecimento referência em sustentabilidade e economia circular na cidade. Com o compromisso da geração zero de resíduos sólidos, também desenvolve parcerias e atividades inovadoras a fim de monitorar a cadeia de valor e capacitar pequenos produtores sustentáveis”, informa detalhadamente a assessoria de imprensa da MOSS.

 

Repercussão

 

Em entrevista à reportagem da Rede Food Service, Luis Felipe Adaime, CEO e Fundador da MOSS, comentou que “essa é uma oportunidade de reparar os impactos negativos ao planeta através de uma missão ao alcance de todos. A parceria com o Café da Margem torna mais didático e democrático o acesso ao crédito de carbono da MOSS, o primeiro ativo digital verde do mundo”.

 

Ricardo Assumpção, CEO da Grape ESG e idealizador do Café da Margem, complementou que “queremos levar essa discussão para além do ambiente corporativo e Governos e provocar um debate entre as pessoas, do papel de cada cidadão, através da compra direto do cardápio. Vamos mostrar que esse assunto, sobre o qual as pessoas leem e que por vezes parece abstrato, é uma responsabilidade de todos, agora, totalmente acessível na forma de um ativo que não expira”.

 

Já Rachel Muller, Diretora de Cafés da Nestlé, disse que “acreditamos que um futuro mais sustentável está em cada escolha que fazemos como empresa e como indivíduos. Nescafé Origens do Brasil representa esse compromisso, um café cultivado de forma responsável; uma escolha consciente que tem o cuidado de gerar impacto positivo em toda cadeia. A nossa parceria com o Café da Margem é sobre isso, unir esforços e abraçar cada oportunidade de fazer a diferença. Mais um passo importante para o futuro que queremos construir”, finaliza.

Escrito por #molongui-disabled-link

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carregando…

0

Comentários

0 comentários

Cerveja com polpa natural de amora é lançada pela Berggren

Rede “Açougue Vegano” cria loja online para a venda da sua linha de congelados