in

Cheftime é a prova de que negócios food service visionários e antenados às tendências do mercado delivery formam a atual receita do sucesso

Produtos da pioneira e especialista empresa de kits gastronômicos entregues em domicílio também já estão disponíveis nos e-commerces e lojas físicas do Grupo Pão de Açúcar

Daniella Mello, CEO e fundadora da Cheftime Foto: Divulgação

 

Preferência por produtos locais, aproveitamento integral dos ingredientes e preparos artesanais e naturais são algumas das macrotendências do mercado de alimentação fora do lar apontadas em relatórios das agências Baum+Whiteman, Benchmark Global Hospitality, National Restaurant Association, Sterling-Rice Group e WGSN em relação a 2020, o ano em que o mercado food service passou por inúmeras transformações devido à atual pandemia de Covid-19 e sua decorrente crise social e econômica.

 

Mudanças essas que, para quem soube se reinventar, viraram reais oportunidades, principalmente, em relação ao serviço delivery. Prova disso é que, conforme dados do site Statista, no ano passado, o Brasil se destacou no segmento de delivery na América Latina, uma vez que, sozinho, foi o país responsável por quase metade do mercado, chegando a 48,77%.

 

De acordo com pesquisa realizada pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), em parceria com a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), antes da pandemia, 54% dos empresários do ramo de alimentação fora do lar usavam o delivery. No entanto, atualmente, esse percentual subiu para 66% e os gastos com delivery cresceram mais de 94%.

 

Frente à essa nova realidade em que o atendimento em domicílio ganhou expressivo valor e tornou-se essencial para os consumidores brasileiros, a Cheftime, empresa pioneira nesse tipo de serviço com especialização em kits gastronômicos, vem demonstrando que negócios food service visionários e antenados às tendências do mercado delivery formam a atual receita do sucesso.

Atualmente, os produtos da Cheftime também já estão disponíveis em mais de 240 lojas do Pão de Açúcar, Minuto Pão de Açúcar e do Extra, além dos e-commerces das duas redes e na própria loja virtual da Cheftime, em que o cliente tem a opção de assinar o serviço de maneira totalmente customizada e com receitas exclusivas. “Estamos sempre atentos às demandas dos consumidores e temos velocidade de adaptação para supri-las, investindo na ampliação do sortimento e na criação de novas linhas e soluções para as diferentes necessidades do cotidiano de nossos clientes. Em 2019, a Cheftime foi adquirida pelo GPA, grupo controlador do Pão de Açúcar e do Extra, e os produtos passaram a ser comercializados nas lojas das duas redes, inicialmente no Pão de Açúcar e depois também para o Extra. A aquisição uniu o modelo de negócios e posicionamento inovador da Cheftime à solidez da marca, infraestrutura e expertise do GPA com o objetivo de oferecer uma solução alimentar completa no varejo brasileiro. Com isso, trouxemos experiências omnicanais integradas para os consumidores, com a praticidade e a conveniência que são valores comuns às duas empresas”, afirma Daniella Mello, CEO e fundadora da Cheftime, em entrevista exclusiva à Rede Food Service.

 

Foto: Divulgação

 

Segundo Mello, ao longo de 2020, a oferta de soluções gastronômicas da Cheftime foram ampliadas “à medida em que identificamos novos comportamentos de consumo nas lojas. Com isso, a Cheftime passou a atuar nos seguintes pilares: ready to cook, que são os kits gastronômicos com todos os ingredientes para a execução da receita; ready to eat, que são as refeições prontas para o consumo, além de sanduíches e snacks; e easy to-cook, que são os alimentos pré-preparados para serem finalizados em casa. Outras iniciativas foram, ainda, o lançamento do Restaurante Cheftime, um inovador serviço que aceleramos em meio à pandemia para oferecer uma nova opção de consumo aos clientes. Lançamos o Restaurante em abril de 2020, em uma operação 100% digital que uniu a expertise alimentar da Cheftime, o modelo de dark kitchens (estabelecimentos de alimentação que oferecem exclusivamente a opção de delivery) em lojas do Pão de Açúcar e o aplicativo de entregas James para a realização e a entrega dos pedidos. Além de oferecer um cardápio multicategoria com preços bastante competitivos, com opções que englobam desde linhas saudáveis, cozinha oriental a menus plant-based, por exemplo, o Restaurante Cheftime também traz o diferencial de incluir no pedido itens como bebidas e sobremesas, garantindo a praticidade de uma refeição completa. Esse projeto foi um sucesso, pois apresentou curva de crescimento de pedidos de 49%, em média, ao longo dos meses, além de aumento no valor de tíquete médio. Atualmente, o Restaurante Cheftime atende as cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, São Caetano do Sul, Niterói e Barueri (incluindo Alphaville) com cozinhas em 13 unidades do Pão de Açúcar e prepara expansão para novas regiões nos próximos meses”, revela.

 

A Cheftime

 

Fundada em 2014, a Cheftime “é uma foodtech, startup que aplica tecnologia à maneira de produzir, vender ou servir alimentos, com um conceito pioneiro e inovador de kits gastronômicos. Fomos a primeira startup a oferecer esses produtos no mercado brasileiro. A marca começou com a entrega de kits com ingredientes selecionados e porcionados para os clientes cozinharem, em poucos minutos, receitas criadas por chefs renomados sem sair de casa”, detalha Mello.

A CEO e fundadora da empresa ressalta ainda que, hoje em dia, a Cheftime “também produz kits especiais para datas comemorativas, como de massas artesanais em comemoração aos 61 anos do Pão de Açúcar; de Pirulitos de Chocolate, no Dia das Crianças; e os kits de Gingerbread e Gingerhouse para o Natal. Este ano, continuaremos apostando nessas opções sazonais. Em 2020, por exemplo, demos um novo passo ao assinar as encomendas de ceias de fim de ano do Pão de Açúcar e do Extra, trazendo novas opções para o cardápio que foi disponibilizado aos consumidores das duas redes em dezembro do ano passado. Foram receitas criadas entre a equipe de chefs e nutricionistas da Cheftime e com os especialistas do Pão de Açúcar e do Extra e que ressaltaram a tradição dos pratos típicos da época com ingredientes brasileiros”, relata.

 

O grande diferencial

 

Para Mello, o grande diferencial da Cheftime está no seu posicionamento e abertura para o mercado e as reais e mutáveis necessidades dos consumidores brasileiros, como a atual maior procura pelo atendimento em formato delivery e por uma alimentação mais saudável.  “Acreditamos em uma tendência das pessoas se envolverem mais com a própria alimentação de uma maneira geral e, por isso, percebemos que os consumidores querem mais informações sobre o que estão consumindo, quais alimentos são mais saudáveis, além de mais experiência, praticidade e curadoria dos produtos oferecidos. Nesse contexto, observamos crescimento na procura por soluções em Gastronomia mais equilibradas e entendemos que o diferencial da Cheftime é oferecer esses atributos em uma oferta conectada às diversas opções de consumo. Seja o kit para preparar a receita em casa, o alimento pronto para o consumo ou os produtos pré-preparados, o consumidor sabe que, com a Cheftime, estará adquirindo comida de verdade e com atenção para todos esses atributos durante o processo produtivo, sem abrir mão da praticidade, fator essencial na vida moderna”, garante.

 

Foto: Divulgação

 

 

Personalizar vale a pena?

 

Quando questionada se o atual segredo do mercado de alimentação fora do lar é oferecer um serviço delivery, mas personalizado, inclusive por meio de planos de assinatura, a CEO e fundadora da Cheftime pondera que “a comida tem um papel central em nossas vidas, o que torna o segmento de food service bastante amplo, diversificado e competitivo. Nesse sentido, acreditamos que o consumidor está, cada vez mais, exigente em suas possibilidades de escolha – de serviços personalizados a uma entrega rápida, por exemplo.  A Cheftime começou a sua história como um serviço de venda personalizada, por meio do clube de assinaturas, mas expandiu a sua operação com o intuito de agregar, cada vez mais, experiências omnicanais aos consumidores, reforçando os pilares da praticidade e a conveniência para os nossos clientes, junto a uma curadoria gastronômica que oferece comida de verdade e saborosa. O nosso objetivo é seguir encantando os nossos consumidores e reforçando o seu poder de escolha para que possam consumir no momento em que desejarem e por meio de seu canal de preferência, seja pelo delivery, lojas físicas, e-commerce ou o nosso clube de assinaturas”, esclarece.

 

Delivery veio para ficar!

 

Já sobre o amadurecimento e expansão do serviço brasileiro de delivery desde o começo da pandemia de Covid-19, Mello avalia que o sistema de venda em domicílio de alimentação veio, realmente, para ficar. “O ano de 2020 trouxe grandes aprendizados para todo o mercado. Nesse cenário, o delivery se consolidou como uma atividade essencial, principalmente, nos momentos mais restritivos da pandemia. Esse, inclusive, foi um dos pilares que levou à criação do Restaurante Cheftime, por exemplo, em que passamos a oferecer uma nova opção de refeições prontas e saborosas a preços competitivos para serem adquiridas sem que o consumidor precisasse sair de casa. Confiamos que o delivery, que já vinha crescendo e ganhando cada vez mais adeptos, se firmará como mais um momento de compra do cliente, fortalecendo a nossa estratégia de ominicanalidade para que o cliente decida onde, quando e como deseja comprar”, finaliza.

Escrito por #molongui-disabled-link

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carregando…

0

Comentários

0 comentários

Café, mate e Jerez seguem como fortes tendências em coquetelaria para 2021

Empada de Frango