in

A hora e a vez dos Donuts

Produto ganha notoriedade durante a pandemia e vira oportunidade de negócio no canal delivery

(Foto: Getty Images)

 

Entre os produtos icônicos dos hábitos alimentares americanos, o Donut é um dos mais famosos ao redor do mundo. A origem do produto, conhecido e consumido por nós nos dias de hoje, remonta aos olykoek (“bolo de óleo”), que os colonizadores holandeses levaram para Nova York quando a cidade estava surgindo. Esses bolinhos assemelhavam-se muito aos Donuts atuais, mas ainda não tinham o formato de anel que estamos acostumados a ver.

 

Uma das primeiras menções históricas feita sobre o “Donut”,  foi no livro “A History of New York”, de  Washington Irving, em 1809. Em meados do século 19 o Donut passou a ter a aparência e sabor atuais, assim como passou a ser reconhecido como um produto totalmente americano.

 

Hanson Gregory, um americano, afirmou ter inventado o Donut em forma de anel em 1847, a bordo de um navio de comércio, quando tinha 16 anos. Gregory estaria insatisfeito com a oleosidade dos Donuts tradicionais, que ficavam sempre com o centro da massa cru. Ele contou ter feito um furo no centro da massa com um vidro de pimenta do navio e ter ensinado a técnica para sua mãe, que começou então a fazer o produto desta forma tornando-o famoso em toda a comunidade.

 

No Brasil o produto começou a ser conhecido no início dos anos 80, com a chegada da Dunkin’ Donuts ao país. Atualmente o produto faz parte do cardápio de muitos brasileiros e pode ser encontrado tanto em lojas especializadas, como em cafeterias, padarias, lojas de conveniência e até em supermercados.

 

Com a “explosão” do serviço de entrega decorrente do processo de isolamento social vivido nos últimos meses, o consumo de doces e sobremesas aumentou muito. Entre os produtos com maior destaque estão os Donuts. Nos market places de Delivery, podem ser encontrados dezenas de estabelecimentos especializados, e outras dezenas de estabelecimentos que oferecem os Donuts como opção de sobremesa ou como snack doce.

 

A Rede Food Service foi conversar com empreendedores de diferentes regiões do país, que acreditaram no produto, e hoje fazem sucesso vendendo Donuts pelo delivery.

 

Na cozinha do apartamento

 

A Donuts Da Rô, fundada por Roberta Ferreira, está no mercado desde maio de 2018. “Fazia donuts apenas para minha filha e para o café com as amigas. Em um desses lanches, uma amiga postou uma foto no Instagram e os amigos dela queriam saber de onde era, pois, aqui na região, não havia muitos lugares, além de padarias e mercados que vendem a versão assada. Ela insistiu que eu tinha que vender devido à curiosidade dos amigos dela. Como na época eu já estava sem trabalhar, vi ali uma oportunidade e, no dia seguinte desse lanche com as minhas amigas, abri contas nas redes sociais e recebi minhas primeiras duas encomendas”.

 

Donuts Da Rô – Foto: Divulgação

 

A marca lançou a primeira loja on-line de Donuts no Vale do Paraíba, localizado no estado de São Paulo. Hoje, continua atendendo apenas por encomenda agendada com antecedência mínima de 48h, pois o processo de produção é demorado, de acordo com Roberta. “Por enquanto, a produção é limitada. Aceito 14 encomendas por dia. A produção acontece na cozinha do meu apartamento. Conto com uma ajudante de produção e um motoboy fixo. O cliente tem opção de retirar na portaria do meu condomínio ou entregamos mesmo. Atendemos a cidade de Jacareí e, uma vez por semana, entregamos em São José dos Campos”, explica.

 

A produção e venda on-line dos donuts da Roberta aumentou consideravelmente desde o início da quarentena provocada pela pandemia. “Quando isso tudo iniciou, confesso que tive receio, pois era tudo muito incerto e acreditei que a prioridade de consumo das pessoas não seria essa. Porém, me surpreendi com o aumento de encomendas diárias e a quantidade de pedidos para presentear terceiros.” Roberta também notou a quantidade de pessoas que viram nos Donuts uma oportunidade de renda, aumentando a quantidade de lojas on-line na região onde atua.

 

Donuts Da Rô – Foto: Divulgação

 

O cardápio da Donuts Da Rô possui 20 sabores, cobertura e oito opções de recheio. “Nossos produtos são atrativos porque consideramos as várias possibilidades de combinação. Inclusive, em abril deste ano, incluímos um combo vegano ao cardápio para atender não apenas os veganos, mas também os intolerantes a ovos e lactose. E já estamos estudando receitas para incluir um combo sem glúten para quem tem restrição a esse tipo de proteína”, apresenta. No início da atuação da marca, Roberta recebia muitos pedidos de quem nunca tinha provado Donuts por ser algo novo na sua  região. “Minha maior preocupação foi estudar panificação para adaptar nossa massa e criar nosso diferencial. Temos feedbacks muito satisfatórios. Hoje, temos uma carteira de clientes fixos e a assiduidade de encomendas é considerável.”

 

Roberta Ferreira, proprietária do Donuts Da Rô – Foto: Divulgação

 

Roberta acredita que qualquer nicho que invista na venda on-line tem ótimos resultados. “Vimos isso se destacar ainda mais durante a quarentena. A presença on-line de qualquer empresa é muito importante.” Roberta não tem pretensão de abrir loja física, pois, segundo ela, “a loja virtual tem um alcance gigantesco nos dias atuais, mas já estamos com planos de abrir uma cozinha industrial em 2021 para aumentar a demanda e atender a pronta-entrega.”

 

Donuts no Mato Grosso do Sul

 

Fabianny Mônaco e Afonso Henrique Ferreira, sócios-proprietários da Spring Donuts, contam à reportagem da Rede Food Service que a marca atua em toda a cidade de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, há três anos e meio. “Temos uma cozinha industrial e estamos finalizando as obras da nossa loja física que abrirá em breve”, diz Fabianny.

 

Spring Donuts – Foto: Divulgação

 

Para a sócia, em todas as áreas de alimentação, o delivery teve um aumento significativo desde o começo da pandemia. “Empresas que já atendiam via delivery, tiveram aumento nas vendas, e as empresas que não exerciam essa modalidade tiveram que se adaptar. E conosco não foi diferente. Foi natural aumentar as vendas por delivery.”

 

Spring Donuts – Foto: Divulgação

 

A Spring Donuts busca oferecer atendimento exclusivo para cada um dos seus clientes. “Nada de mensagens automáticas ou bots (software que simula ações humanas repetidas vezes).” Os sócios buscam atualizar o cardápio a cada ano, mas ainda assim os sabores carros-chefes permanecem no gosto dos seus clientes. “Tentamos abranger públicos de diferentes idades equilibrando o cardápio com sabores infantis, tradicionais e da moda”, complementa.

 

Fabianny e Afonso Henrique, sócios da Spring Donuts – Foto: Divulgação

 

Sobre a performance do segmento, Fabianny disse que já viu várias empresas de Donuts fecharem em sua região de atuação, mas destaca, “Acreditamos que todo negócio pode ser lucrativo quando feito com dedicação, qualidade e inteligência. E, obviamente, ter uma noção básica de finanças”, instrui.

 

Do fundo do quintal para o modelo de franquia

 

A YupDonuts é a marca de uma indústria nascida no interior do Paraná, em Maringá, que fabrica Donuts há mais de quatro anos, saindo de uma produção de doce caseiro no fundo do quintal de uma casa para uma operação de 60m2 em um ponto de distribuição central na cidade. “Já chegamos a contar com uma equipe de motoboys e uma equipe de mais de oito pessoas na produção e distribuição diária de mais de 300 donuts/dia”, diz Valter Ortunho Júnior, CEO da empresa.

 

YupDonuts – Foto: Divulgação

 

Atualmente a YupDonuts está na categoria de “Super Restaurante” no aplicativo de entrega iFood e possui um contrato de exclusividade de dois anos de venda apenas pelo app. “Não atendemos por outro canal.” O cardápio atualmente conta com sabores fixos e nomes criativos e divertidos como “Born in U.S.A.”  e “Chocolate Bomb”. “Temos um cardápio enxuto e trabalhamos com os produtos que são os campeões de venda. Atendemos desde crianças a adultos. Nosso cliente é aquele que já jantou ou almoçou e busca o donuts como uma sobremesa ou café da tarde.”

 

Valter Ortunho Júnior, CEO da YupDonuts – Foto: Divulgação

 

Valter revela ainda que a empresa tem um projeto de venda de franquias da marca em que o investidor pode aprender os processos e vender on-line. “Projetamos uma receita de mais de R$ 12 mil por mês para cada franqueado.”

 

Na capital Paulista

 

Em São Paulo os Donuts também fazem sucesso no delivery, e podem ser encontrados, tanto em operações especializadas, como em redes de cafeterias. Entre os Donuts mais procurados nos market places da cidade, estão:

  • Mister Donuts
  • Happy Donuts
  • Café Donuts
  • New York Donuts
  • Donuts Bakery
  • Donuts Belizario
  • Show Donuts
  • Starbucks
  • Carlos Bakery
  • The Good Cop Donut Shop

 

Na Rede Food Service você sempre fica sabendo do que acontece no mercado de Delivery.

Escrito por https://redefoodservice.com.br/author/bernard/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carregando…

0

Comentários

0 comentários

Sorvete Romeu e Julieta Itambé

Pesquisa aponta que compras feitas por meio de celulares e tablets cresceram durante a pandemia