in

Uná: união de sabor, praticidade e saudabilidade em produtos acessíveis para todos os públicos

Idealizada por uma advogada, empresa de alimentação ultracongelada nasceu do desejo de servir comida de verdade a todos os públicos

Cozinha inclusiva, com baixo desperdício e muitos ingredientes orgânicos. (Foto: Divulgação)

 

Comida de verdade, aquela que traz boas sensações e lembranças, tem o seu valor, não é mesmo? Pena que, nos últimos anos, isso foi se perdendo em meio ao desenfreado tempo e rotina da civilização moderna, assim como a qualidade da comida ingerida pela grande maioria da população brasileira. Entretanto, se depender da ideia da advogada e empreendedora no ramo food service Mariana Mudrovitsch, de 32 anos, a união de sabor, praticidade e saudabilidade é algo não só possível, como praticável. Prova disso é a Uná, empresa de alimentação ultracongelada idealizada e fundada por ela em São Paulo, capital.

 

Sabor, Saúde e Praticidade

 

(Foto: Divulgação)

 

De acordo com Mudrovitsch, “a Uná é uma empresa de alimentação ultracongelada que alia sabor, saúde e praticidade. A ideia central ao criar a Uná foi permitir que as pessoas possam seguir comendo os pratos que sempre amaram, mas feitos com bons ingredientes, tratados de maneira adequada em uma cozinha inovadora. Grãos ancestrais, Plantas Alimentícias Não Convencionais (PANCs) e superfoods são algumas das apostas bem brasileiras da Uná para bem atender ao seu público. Em um primeiro momento, aliar saúde e praticidade parecem impossível, mas, na prática, não são. Essa é justamente a principal razão de criação da Uná. Nossa proposta é a de permitir que as pessoas sigam comendo as preparações que já amam, porém feitas de maneira totalmente saudável e sem aditivos e com a praticidade de serem congeladas”, explica.

 

Alimentação Inclusiva

 

O propósito da Uná é exatamente fazer a perfeita junção de sabor, praticidade e saudabilidade em produtos acessíveis para públicos diversos. Por isso, sua sócia-fundadora reforça que, na Uná, “temos produtos adequados a todas as pessoas e estamos sempre buscando atender cada cliente de maneira individualizada, considerando seus gostos e necessidades. A inclusão de todos à mesa é algo que está no DNA da empresa. Permitir que aqueles que têm restrições alimentares, seja por opção ou necessidade, sentem-se juntos é uma das nossas missões, pois vemos a socialização como um dos grandes papéis da comida”, revela.

 

Da área jurídica para a alimentação

 

Mariana Mudrovitsch (Foto: Divulgação)

Assim como o propósito da Uná, a história de sua origem também é algo inovador, já que, em primeiro lugar, surgiu da iniciativa empreendedora de uma advogada atuante na área.   “Eu me formei e me pós-graduei em Direito e trabalhei em diferentes áreas e lugares nos setores público e privado. Cheguei a passar em alguns concursos públicos e a me decidir por seguir uma carreira jurídica pública. Mas, aos poucos, fui me apaixonando pela alimentação e pelo estudo do empreendedorismo. Os desafios do setor privado e de desenvolver um negócio próprio se enraizaram profundamente em mim e passei a buscar formas de aliar a minha paixão pelos alimentos saudáveis à criação de um negócio que solucionasse o problema da má alimentação das pessoas, muitas vezes decorrente da falta de tempo para escolher ou preparar algo de qualidade ou, ainda, do próprio desconhecimento por parte da população em geral”, conta Mudrovitsch.

 

A empreendedora partilha também que a Uná é fruto de uma crença que ela sempre teve em relação ao casamento perfeito entre uma boa alimentação e a saúde, mas também do fato de que o ato de comer envolve outros sentimentos que precisam ser valorizados e explorados em conjunto. “Sempre tive claro para mim que apenas a busca por saudabilidade e praticidade é insuficiente. A comida obviamente não alimenta apenas o corpo, como também as emoções. E comida saudável não é, de forma alguma, comida sem sabor. Não são apenas bons ingredientes que nos fazem bem: aquele cheirinho de bolo que lembra as nossas avós também nos traz mais vida! E é por isso que estamos sempre preocupados em dar aos nossos clientes a melhor experiência sensorial possível. Assim, a obsessão por unir o prazer da alimentação com uma boa nutrição do corpo foi o que fez com que eu me apaixonasse por esse assunto mesmo não tendo formação na área. Após me consultar com especialistas e ouvir a opinião de diversas pessoas, resolvi me dedicar a esse tema que tanto amo. Ter paixão por aquilo que se faz é muito importante para nos impulsionar a ir além”, enfatiza

 

Comida congelada de qualidade

 

Na Uná, a técnica predominante é a do ultracongelamento, que, conforme Mudrovitsch, revoluciona a experiência da comida congelada. “Como o congelamento acontece de maneira muito mais rápida do que em um equipamento usual (as porções são congeladas entre -22° e -38°), não dá tempo de se formarem os cristais de gelo, que se tornariam a indesejada água na hora em que os produtos são descongelados. Além disso, associado às embalagens a vácuo, o ultracongelamento permite a manutenção do sabor, cor, textura e, principalmente, nutrientes dos alimentos. É como se a refeição tivesse sido preparada na hora!”, ressalta.

 

Pão de Melado da Uná (Foto: Divulgação)

 

Com esse objetivo de servir comida de verdade, o cardápio da Uná foi construído por meio da priorização de ingredientes orgânicos. “Damos o correto tratamento que cada ingrediente pede, como, por exemplo, deixando todos os grãos de molho. Pensamos sempre na maior biodisponibilidade dos nutrientes. Tudo isso resultando em deliciosos produtos com uma pegada bem brasileira e que são tradicionalmente vistos como vilões da saúde, mas que, no nosso caso, são aliados de uma alimentação saudável: coxinha, pizza, cookie, bolos, estrogonofe e moqueca são exemplos de produtos nossos que agregam sabor e saúde”, garante Mudrovitsch.

 

Ingredientes diferenciados e aproveitamento integral

 

Para Mudrovitsch, a Uná apresenta vários diferenciais. No entanto, ela faz questão de classificá-los em ordem de prioridade dentro da sua concepção e do negócio que criou. “O primeiro diferencial da Uná é a cuidadosa seleção de ingredientes. Trabalhamos com ingredientes que não são utilizados no mercado de alimentos ultracongelados. Utilizamos, por exemplo, as PANCs, que são plantas comestíveis e que nos fazem bem, mas não são encontradas nos supermercados e, por isso, não costumamos comê-las. Trabalhamos com os grãos ancestrais, com as superfoods e procuramos ser orgânicos sempre que possível. Temos o sonho de um dia poder ser 100% orgânicos. Hoje, por razões econômicas ainda não é possível. Mas, os ingredientes que têm maior densidade de agrotóxicos serão sempre orgânicos na nossa cozinha”, afirma.

 

Outro diferencial apontado pela sócia-fundadora é o fato de que, na cozinha da Uná, “por respeito ao meio ambiente, procuramos aproveitamento integral dos alimentos. Evitar o desperdício é um valor importante para nós. Aliamos isso a tecnologia de ponta, que é o ultracongelamento. Aqui, estamos buscando essencialmente praticidade. Ultracongelamento mantém textura, crocância, sabor, cor e nutrientes dos alimentos, além de eliminar a indesejada água. Experiência de como se tivesse sido feito na hora, bem diferente do congelamento tradicional”, salienta.

 

Ingredientes de qualidade para todos os hábitos alimentares (Foto: Divulgação)

 

Mudrovitsch elenca ainda que a parte mais sentimental da cozinha da Uná é um terceiro destaque do negócio, uma vez que ela enxerga a comida “como agente de socialização. Então, a Uná procura incluir todos na mesma mesa. Temos produtos sem lactose, sem leite, sem glúten, sem ovos, sem oleaginosas, sem açúcar, veganas e/ou vegetarianas. Temos porções individuais e a ideia é que cada um possa escolher o seu e todos se sentem juntos. Um ponto importante para gente é não só retirar determinados itens das preparações, mas fazer substituições conscientes. E tudo isso ocorre sempre com muita atenção ao sabor, um valor muito importante para nós. A comida não alimenta só o nosso corpo, mas o nosso humor, nossas memórias afetivas. Tudo isso ocorre com muita fidelidade às nossas origens brasileiras. Temos orgulho de ser brasileiros, um país tão vasto, tão rico em tradições e ingredientes. Buscamos inspiração no tupi-guarani para criar nosso nome, e Uná significa grão: alusão direta ao alimento e aos grãos que amamos, alusão de busca das nossas raízes brasileiras, técnicas milenares, da simplicidade da comida caseira. Produtos bem brasileiros estão na raiz da Uná”.

 

Por fim, a sócia-fundadora evidencia que outro ponto forte da Uná é a proximidade da empresa junto aos seus públicos de interesse. “Na Uná, conhecemos cada um dos nossos fornecedores e procuramos sempre manter uma relação de proximidade e parceria com eles para que todos trabalhemos em harmonia para melhor atender ao consumidor final. Além disso, temos o desafio de precisar trabalhar com embalagens plásticas, dada a importância do vácuo para a conservação do nosso produto. Para zerar esse impacto, na Uná, fizemos uma parceria com a Eu Reciclo, que faz a compensação ambiental das embalagens que colocamos no mercado e nos certifica na Política Nacional de Resíduos Sólidos. Dessa forma, a mesma quantidade de material utilizada nas nossas embalagens é reciclada. Os negócios hoje precisam sempre estar atentos aos seus impactos ambientais”, indica.

Escrito por #molongui-disabled-link

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carregando…

0

Comentários

0 comentários

O seu Cheeseburguer perfeito

Kopenhagen lança novo produto para incrementar ocasião “on the go”