Pesquisar
Close this search box.

Projeto Farinha Solidária auxilia população impactada pela pandemia de Covid-19

Por meio da ação, mais de 4 mil kg de farinha de trigo já foram doadas para entidades assistenciais de São Paulo

Entidades assistenciais recebem o produto e promovem a entrega de pães produzidos em suas padarias

Farinha Solidária. Esse é o nome do projeto desenvolvido pela Associação Brasileira da Indústria do Trigo (Abitrigo), em parceria com o Sindicato da Indústria do Trigo no Estado de São Paulo (Sindustrigo).  A ação tem como principal objetivo auxiliar entidades assistenciais que atendem pessoas em situação de vulnerabilidade social e que foram impactadas pela crise social e econômica decorrente da atual pandemia da Covid-19.

 

Por meio da campanha, os moinhos paulistas doaram mais de 4 mil kg de farinha de trigo para instituições da cidade de São Paulo, São Bernardo do Campo e São Caetano do Sul, entre os meses de maio e junho deste ano.

 

Dentre as entidades beneficiadas está o Arsenal da Esperança, na cidade de São Paulo, que recebeu por 60 dias a doação de 2 mil kg de farinha de trigo dadas pelo Moinho Anaconda para a produção de cerca de 50 mil pães em sua padaria industrial. A instituição que, originalmente, já tinha estrutura para acolher 1.200 pessoas em situação de rua, transformou-se em um lar temporário para que essa população pudesse cumprir ali o período de isolamento social.

 

O Moinho Correcta fez a doação de 1 mil kg de farinha, quantidade que foi dividida entre duas instituições da capital paulista. Entre elas está o Serviço Franciscano de Solidariedade, que serve toda a tarde, no Largo São Francisco, chá e pão à população de rua, prática que deixou a ação conhecida popularmente como o “Chá do Padre”.

 

A segunda metade da doação de farinha de trigo do Correcta foi destinada ao Banco de Alimentos de São Paulo, que, no total, recebeu cerca de 500 kg do produto, sendo redirecionado à cinco instituições da capital paulista, que também estão promovendo ações com a população afetada pela pandemia, com um alcance aproximado de mais de 3 mil pessoas. Além disso, o Moinho Santa Clara cedeu 1 mil kg de farinha de trigo, dividida entre os Bancos de Alimentos das prefeituras de São Bernardo do Campo e São Caetano do Sul. Na cidade de São Bernardo do Campo, 12 entidades assistenciais receberam o produto e promoveram a entrega de pães, produzidos em suas padarias e destinados aos assistidos. Já em São Caetano do Sul, 11 instituições receberam a doação e cerca de 900 pessoas foram beneficiadas.

 

Em entrevista à Rede Food Service, Rubens Barbosa, Presidente-Executivo da Abitrigo, disse que “neste momento em que a sociedade se encontra, o setor industrial de moagem se vê em um papel importante no auxílio à população em situação de vulnerabilidade social, que já enfrenta dificuldades no dia a dia e sofrerá forte impacto por conta do Coronavírus. Foi pensando nisso que desenvolvemos essa ação”, explica.

 

Valnei Origuela, presidente do Sindustrigo, por sua vez, afirmou que “nosso produto é um alimento essencial para o ser humano, presente nas mesas dos brasileiros diariamente. Entendemos que em um momento como o que estamos vivendo temos que estender as mãos para a sociedade e oferecer auxílio aos que precisam”, ressalta.

+ posts

Compartilhar:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Fique Atualizado!

Assine nossa newsletter

Veja também...

Mane4

Mané: a rede de franquias de botecos que faturou R$ 67 milhões ano passado e deve abrir mais 15 unidades agora em 2024

Com atuais mais de 20 unidades em funcionamento, a marca foi criada em 2019 a partir do desejo de três amigos botequeiros que sentiam a necessidade de uma opção de boteco diferenciado no Rio de Janeiro, capital

  Proporcionar aos clientes experiências gastronômicas únicas sem perder a cultura raiz de um bom boteco. Esse é o propósito da Mané, uma rede de

Leia mais »