Pesquisar
Close this search box.

Pesquisa aponta que impactos da pandemia sobre o consumo em restaurantes foram amenizados na segunda quinzena de maio

Redução no volume de transações passou de -67,7% para -54,2%

iStock 958978298
iStock 958978298

Uma boa notícia para o mercado food service brasileiro. Pesquisa realizada pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), em parceria com a Alelo, bandeira especializada em benefícios, incentivos e gestão de despesas corporativas, apontou que os impactos da atual pandemia de Covid-19 sobre o consumo em restaurantes foram amenizados na segunda quinzena de maio.

 

Conforme a pesquisa, na comparação entre a segunda quinzena de maio e períodos anteriores, a análise dos Índices de Consumo em Restaurantes (ICR) revelou uma amenização dos impactos negativos observados sobre o volume e valor das transações, bem como sobre a quantidade de estabelecimentos comerciais desse segmento que realizaram transações no período. Em detalhe, se, na primeira quinzena de abril, os índices apontavam impactos de -67,7% (volume de transações), -56,7% (valor das transações) e -40,5% (número de estabelecimentos), a apuração da segunda quinzena de maio mostrou que os efeitos passaram a -54,2% (volume de transações) -31,8% (valor das transações) e -19,5% (número de estabelecimentos).

 

O estudo em questão levou em consideração a análise do comportamento dos Índices de Consumo em Restaurantes (ICR) e Índices de Consumo em Supermercados (ICS) elaborados a partir da utilização dos cartões Alelo Alimentação e Alelo Refeição, incluindo quantidade e valor das transações, além do número de estabelecimentos que receberam pagamentos com os cartões, entre 1 de janeiro de 2018 e 31 de maio 2020. Além disso, como referência para a mensuração dos impactos da pandemia sobre o consumo, os valores recentes dos índices foram comparados às médias observadas ao longo de 2019.

 

Para Eduardo Zylberstajn, pesquisador da Fipe, a melhora de cenário pode ser explicada por diversos fatores, como a adaptação progressiva dos hábitos de consumo e dos canais de atendimento dos estabelecimentos comerciais às restrições vigentes durante a quarentena por exemplo. “O surgimento das restrições que a pandemia trouxe à sociedade fez com que todos – empresas, consumidores e trabalhadores – buscassem novas formas de relacionamento, trabalho e consumo. Aos poucos, as adaptações à nova realidade vão permitindo alguma retomada das atividades”, explica.

 

Na Rede Food Service é assim! Todos os dias, tem notícia sobre a pandemia de Covid-19 Saindo do Forno para você.

Compartilhar:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Fique Atualizado!

Assine nossa newsletter