in

Movimento de saudabilidade incentiva consumo de chá entre os brasileiros

Consumo nacional per capita da bebida cresceu 53% entre 2010 e 2019

Oito em cada dez brasileiros já se esforçam diariamente para ter uma alimentação mais saudável

Você sabia que oito em cada dez brasileiros já se esforçam diariamente para ter uma alimentação saudável? Pois é! Conforme pesquisa realizada pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) e divulgada pela Agência Brasil, 71% dos entrevistados durante o estudo afirmaram que preferem produtos mais saudáveis, mesmo que tenham que pagar mais caro por eles.

 

Em meio a essa nova onda de saudabilidade, o consumo de chá no Brasil foi bastante incentivado nos últimos anos, inclusive, como substituição aos refrigerantes e uma boa opção em festas e estabelecimentos food service para aqueles que não são adeptos às bebidas alcoólicas.

 

Prova disso é que, de acordo com levantamento da Europass Monitor, o consumo nacional per capita de chás cresceu 53% entre 2010 e 2019. Além disso, especialistas calculam que o mercado dessa bebida milenar da cultura asiática e popularizada em todo o mundo devido ao famoso ‘Chá das Cinco’ da Inglaterra, no Reino Unido, esteja crescendo 12,3% ao ano no Brasil.

 

Novos hábitos

Adriana Mello, Gerente de Desenvolvimento de Negócio da Lipton Ice Tea no Brasil

De acordo com Adriana Mello, Gerente de Desenvolvimento de Negócio da Lipton Ice Tea no Brasil, marca pertencente à divisão de bebidas da PepsiCo, o aumento do consumo de chá pelos brasileiros está diretamente relacionado aos novos hábitos. “O que temos visto no mercado brasileiro é que os consumidores estão sim interessados em consumir categorias mais saudáveis e isso reflete também na categoria de chás prontos para beber. Esse é um mercado que vem crescendo a taxas bem interessantes nos últimos anos, tanto em valor como em volume. Para ser ter uma ideia, o crescimento desse mercado em valor, nos últimos 12 meses, é de 10,6%, segundo dados da AC Nielsen”, afirma.

 

 

João Paulo Sattamini, Sócio-Diretor da Organique Brasil/Brasilbev, empresa que, em 2014, lançou a primeira linha de chás orgânicos prontos para beber do Brasil em pet de 1,5 litro, chamada Tearapy, complementa que “de 2013 a 2018, o consumo de chá no Brasil cresceu 25%, quase o dobro da média mundial, de 13%. O mercado de chás no Brasil chegou a 1,98 bilhão de reais em 2018. É um mercado em crescimento. Investir nesse mercado é um forte potencial, pois é crescente a procura por produtos orgânicos no Brasil. A questão de ter uma vida saudável é uma pauta que ainda vem obtendo a adesão de brasileiros entre os perfis jovens, de 22 a 28 anos, e adultos, de 35 a 49. Com o passar dos anos, a população estará mais consciente desse tipo de consumo e, consequentemente, teremos um resultado maior de produção e comercialização para atender a demanda”, prevê.

 

Sattamini pontua também que “o mercado de chás pronto para beber no Brasil vem em forte crescimento nos últimos 10 anos. Ainda não é um produto popular como o refrigerante, mas vem ganhando volume e força a cada ano, com preços mais competitivos e opções para todas as classes sociais. Acredito que, em poucos anos, será um produto popular. Acredito na democratização do chá no Brasil, assim como é nos EUA e outros países asiáticos”, espera.

 

 Tendências

Em resposta ao aumento do consumo de chá pelos brasileiros, o mercado de bebidas também vem se aprimorando e, com isso, surgiram algumas tendências.

João Paulo Sattamini, Sócio-Diretor da Organique BrasilBrasilbev

Sattamini, da Organique Brasil/Brasilbev, revela que, neste mês de junho, a empresa lançou nacionalmente a linha de chá gelado orgânico Tearapy em tetra pak de 1 litro com cinco sabores: mate com limão nas versões com açúcar e sem açúcar, mate com pêssego, nas versões com açúcar e sem açúcar, e chá verde orgânico com limão e gengibre. “As tendências do mercado são as frutas cítricas, como limão com gengibre, laranja e frutas vermelhas. Por isso, estamos lançando o primeiro chá verde orgânico com limão e gengibre do Brasil”, ressalta.

O Sócio-Diretor da Organique Brasil/Brasilbev divide também que “o consumo de chá on the go aumentou muito no Brasil. Mundialmente, já é bem representativo esse consumo, como nos EUA, Europa e Japão. Embalagens menores para lojas de conveniência, padarias e lojas de produtos naturais vem ganhando força”, partilha.

 

Mello, da Lipton Ice Tea, por sua vez, avalia que “uma tendência que tem apoiado esse crescimento do consumo de chá no Brasil é, principalmente, a maior preocupação do brasileiro com saúde e bem-estar e, por isso, vêm buscando consumir mais alimentos e bebidas saudáveis, substituindo antigos hábitos e não necessariamente o fazem de maneira radical e restritiva. O que temos visto é uma busca por um maior equilíbrio, sem ter que abrir mão de comer ou beber algo gostoso. Em relação aos sabores, já existem diversas opções disponíveis na categoria. Porém, pêssego e limão são os mais populares, representando cerca de 69% das vendas em volume, segundo dados da Nielsen nos últimos 12 meses, de abril de 2019 a março de 2020”, salienta.

 

Já em relação às novidades sobre o consumo de chá, a Gerente de Desenvolvimento de Negócio da Lipton Ice Tea no Brasil garante que a bebida “é um produto muito versátil e pode ser consumida simplesmente gelada, direto da embalagem ou em combinação com outros ingredientes, como frutas, ervas ou outro aromatizante. A tendência por saudabilidade e a versatilidade da categoria geram uma oportunidade de mais pessoas provarem chá pronto para beber e adotarem-no na sua rotina. Dessa forma, vemos que há espaço e potencial para a categoria continuar crescendo nos próximos anos. Nós, particularmente, acreditamos muito no potencial dessa categoria e temos buscado investir em inovações e crescer nossa presença no mercado”, indica.

 

Na Rede Food Service é assim! Sempre te adiantamos quais são os novos sabores e hábitos do mercado de bebidas.

Escrito por #molongui-disabled-link

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carregando…

0

Comentários

0 comentários

Lei que autoriza bares e restaurantes a doar alimentos é sancionada

PRIMOR incentiva comemoração de São João em casa com ações nas redes sociais