Pesquisar
Close this search box.

Rappi amplia centros de prevenção para atender mais de 10 mil entregadores por semana

Expansão do serviço fortalece as ações de segurança do aplicativo que visam contribuir com a prevenção contra o novo Coronavírus

Com o objetivo de fortalecer as ações de segurança que visam contribuir com a prevenção contra o novo Coronavírus, a Rappi anunciou que intensificou as operações de desinfecção em suas dark kitchens, que são hub de cozinhas criados para os estabelecimentos parceiros do aplicativo. Com isso, os entregadores parceiros da Rappi que forem até as dark kitchens retirar algum pedido, agora, terão à disposição profissionais que fazem a limpeza e a higienização de seus carros, motos, bikes e bags com produtos específicos.

Segundo a assessoria de imprensa da Rappi, com a expansão desse serviço, a mais de 11.500 entregadores serão atendidos por semana. Além disso, todos os entregadores continuam tendo acesso a álcool em gel, máscaras e sabonetes antissépticos disponibilizados pela marca. “A segurança de todo nosso ecossistema é nossa maior prioridade e os entregadores parceiros são o elo fundamental para seguirmos conectando o varejo aos clientes. Por isso, entendemos que essa medida vem a somar todas as demais iniciativas que a gente tem colocado em prática, há mais de um mês, com o objetivo de seguir protegendo não apenas os entregadores, que fazem diariamente um serviço essencial, mas também os próprios restaurantes e os clientes”, afirma Felipe Serra, head de operações da Rappi.

 

As dark kitchens

Por meio das dark kitchens, a Rappi auxilia restaurantes a manterem suas operações, com qualidade e baixo custo. Isso porque elas são um novo conceito para empresas de alimentos em domicílio, que, por dispensar a necessidade de um espaço de atendimento ao cliente local, torna o negócio mais econômico e mais seguro em tempos de pandemia. “Com mais de 100 cozinhas nas principais capitais do país, tais como São Paulo, Belo Horizonte e Curitiba, a Rappi também se prontificou a auxiliar os restaurantes parceiros da plataforma eximindo-os de cumprir com o valor integral do aluguel no mês de abril. Além disso, a empresa também reduziu o prazo de pagamento a todos os restaurantes parceiros – atuais e novos – de 14 para sete dias. O pagamento semanal alivia o caixa dos restaurantes, fortalecendo-os financeiramente durante a pandemia do Coronavírus, que está impactando todo o setor”, informa a assessoria.

 

Quer saber mais sobre como o setor de alimentação está se adaptando à pandemia de Covid-19? Então, continue acessando, diariamente, a Rede Food Service.

Compartilhar:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Fique Atualizado!

Assine nossa newsletter